terça-feira, 22 de dezembro de 2009

Retrospectiva Copenhague, segundo o Greenpeace

1º dia
Nossa contagem regressiva para o início de Copenhague chega ao fim. Os relógios espalhados por capitais pelo Greenpeace e a campanha Tique Taque são zerados.

Dois jornais brasileiros – Zero Hora e Diário Catarinense - se juntam a outros 56 jornais de 44 países e publicaram o editorial “Uma escolha para a História”. O texto é um apelo aos líderes do mundo para que se tome uma ação decisiva contra as mudanças climáticas.

2º dia
Brasil assume papel conciliador para resolver impasse da negociação.

ONGs, incluindo Greenpeace, pedem audiência com a ministra Dilma Roussef em Copenhague.

5º dia
Relatório diz que rebanho bovino brasileiro corresponde a quase metade das emissões brasileiras.

6º dia
Pessoas de todo o mundo se reúnem em protestos sobre o clima. No Brasil atividades foram realizadas em oito capitais: Porto Alegre, Manaus, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, São Paulo, Salvador, Brasília e Recife.

Ministra Dilma chega em Copenhague.

7º dia
Dilma deixa a entender em sua primeira coletiva de imprensa Brasil “vai se fazer” de pobre. Defende acordo tímido para o clima: 50% até 2050, um alvo mais modesto do que o defendido até em setores do governo brasileiro.

8º dia
Dilma reforça que o Brasil não pode se comprometer com financiamento para outros países porque senão estaremos dando um passo maior que nossas pernas.

9º dia
Dilma apresenta publicamente a posição oficial do Brasil na COP.

Dilma se encontra com representantes de ONGs brasileiras. Redd é o principal assunto da reunião.

10º dia
Equipe do Greenpeace e do WWF tentam passar a noite no Bella Centre, mas são expulsas.

Dilma anuncia o custo das metas de redução de emissões brasileiras até 2020: US$ 166 bilhões. Desse total, US$ 113 bilhões em empreiteiras e empresas de energia.


12º dia
Lula faz discurso na plenária da COP 15: se diz frustrado e vai embora.
*******************************
FONTE : (Envolverde/Greenpeace)

Nenhum comentário: