quarta-feira, 28 de fevereiro de 2018




Resumo diário de notícias selecionadas
dos principais jornais, revistas, sites especializados e blogs,
além de informações e análises direto do ISA


HOJE:
Amazônia, Código Florestal, Direto do ISA, Garimpo, Monitoramento Ambiental, Poluição do Ar, Povos Indígenas, Produtos da Floresta, Resíduos Sólidos, UHE Belo Monte, Vale do Ribeira
Ano 17
28/02/2018


Código Florestal



O que já foi decidido e o que ainda está em jogo no julgamento do Código Florestal?

Mais importante julgamento sobre meio ambiente da história do país termina nesta quarta (27/2). Entenda cada ponto do caso e suas possíveis consequências - Direto do ISA, 27/2

 


Direto do ISA



Rede de Sementes do Vale do Ribeira apresenta sua primeira muvuca para restauração da Mata Atlântica

Demonstração da mistura de sementes na Feira Viva, em São Paulo, valorizou o conhecimento tradicional dos coletores quilombolas; rede começou a comercialização em 2017. A Rede de Sementes do Vale do Ribeira, composta por quilombolas da região, fez no último sábado (24/02) na Feira Viva, em São Paulo, a primeira muvuca de sementes produzida por comunidades com foco na restauração florestal da Mata Atlântica - Direto do ISA, 27/2

 


Amazônia



PF prende cinco pessoas em operação contra comércio ilegal de ouro

A Polícia Federal e a Receita Federal realizaram, na manhã desta terça-feira (27/2), a operação "Elemento 79". Uma pessoa foi presa em Manaus e quatro em Belo Horizonte. A ação tem como alvo uma organização criminosa que atuaria com a comercialização e produção ilegal de ouro. O esquema movimentou R$ 30 milhões - G1/AM, 27/2

Esquema ilícito colocou 121 kg de ouro de origem ilegal no mercado, diz PF no AM

Empresas usavam 'prata disfarçada' para conseguir colocar ouro de garimpo ilegal no mercado formal. PF e Receita deflagraram operação para apurar crimes nesta terça - G1/AM, 27/2

Amazônia e os caminhos da sustentabilidade

"Tendo em vista que a floresta só será conservada se a ela for atribuída uma função econômica, queremos rever e redimensionar o PIB da Amazônia Ocidental, o PIB verde,e assim precificar nossos ativos ambientais, cobrando as respectivas contrapartidas econômicas para desenvolver novas modulações de crescimento da região e do país" artigo de Appio Tolentino - FSP, 28/2, Opinião, p.A3.

 


Povos Indígenas



Justiça determina retirada de invasores de território indígena no interior do AM

Justiça Federal determinou que invasores sejam retirados da região da Aldeia São Paulino, da etnia Jaminawa, localizada às margens do rio Purus, no município de Boca do Acre (a 1.500 quilômetros de Manaus). Área está em em processo de demarcação territorial. A medida foi resultado de uma ação civil pública de autoria da Funai, acompanhada pelo MPF - G1/AM, 27/2

Indígenas assumem ações contra crime organizado

“Nosso futuro não está na cidade, nem venda de madeira e estacas, nem pastos, nem roças grandes, nem agronegócio, nem garimpo, nem barragem, nem projetos do governo. Nossa floresta, nossos rios, nossa terra são sagrados para nós. O mais importante agora é nossos Planos de Vida que vão guiar nossos passos para o bem viver nos nossos territórios.” A carta dos Ka’apor aos Munduruku lista com clareza aqueles que são considerados os inimigos do futuro pelos povos indígenas - A Pública, 27/2

 


UHE Belo Monte



Esquerda, direita e o embargo da memória

"Como no Brasil atual o original e o realmente novo são silenciados para que os discursos viciados possam ser mantidos para a ocupação do poder. A pedra que barra a operação de apagamento nas biografias de Lula, de Dilma e do PT se chama Belo Monte, uma das maiores obras do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC). Não é uma pedra, mas milhares de toneladas de aço e cimento no rio Xingu, no Pará, sob as quais pairam a suspeita de propinoduto nas investigações da Lava Jato. A forma como a usina saiu do papel, depois de décadas de resistência dos povos indígenas e dos movimentos sociais da região, é claramente suspeita desde pelo menos o leilão, em 2010" artigo de Eliane Brum - El País, 26/2

 


Produtos da Floresta



Produtos da floresta ganham visibilidade

Com o objetivo de propagar experiências de parcerias e melhores práticas apresentadas no III Seminário de Boas Práticas e I Fórum Internacional de Parcerias na Gestão de Unidades de Conservação, apresentamos a boa prática “Parceria entre instituições permite a realização da II Feira dos Povos do Médio Xingu”. Essa iniciativa é fruto da parceria do ICMBio, IBAM (unidade executora do projeto Parcerias Ambientais Público-Privadas - PAPP), e IPÊ (Instituto de Pesquisas Ecológicas) - ICMBio, 26/2

 


Geral



Dados primários

"Existem atualmente três iniciativas de mapeamento de cobertura e uso da terra em escala nacional no Brasil. São elas: o Programa de Monitoramento do Uso da Terra do IBGE; o Inventário Nacional de Emissões de Gases de Efeito Estufa, do Ministério da Ciência e Tecnologia; e o projeto muti-institucional MapBiomas. Ainda que todos possam ser melhorados e, embora tenham diferenças de abordagem metodológica, legenda e resolução, os dados gerados pelos três projetos indicam de forma inequívoca: o Brasil perdeu cobertura florestal e vegetação nativa em todos os períodos analisados; a área ocupada pela atividade agropecuária (cultivos e pastagens) cresceu em todos os períodos; houve regeneração em larga escala no Brasil, mas ela ainda representa menos de um terço das áreas desmatadas; mais de 90% das áreas desmatadas se convertem em agropecuária" artigo de Tasso Azevedo - O Globo, 28/2, Opinião, p.15.

STF julga aterros em reserva ambiental

O tribunal vai decidir se as obras destinadas à gestão de resíduos sólidos podem ou não ser consideradas de utilidade pública. Na prática, essa definição determina se os aterros podem ocupar áreas de proteção permanente, mediante a apresentação de estudos ambientais --benefício que se estende a empreendimentos de setores como energia, transporte, saneamento, entre outros - FSP, 28/2, Mercado, p.A28.

Alemanha pode restringir circulação de carros

Medida contra veículos a diesel busca atenuar nível de poluição atmosférica no país. O mais alto tribunal administrativo alemão decidiu nesta terça-feira (27/2) que veículos podem ser proibidos de circular em determinadas ruas de uma cidade como parte dos esforços para melhorar a qualidade do ar nas áreas urbanas. - FSP, 28/2, Ciência, p.B7.