domingo, 13 de dezembro de 2009

Manifestantes são presos em Copenhague

Na primeira grande ação policial desde o início da cúpula do clima em Copenhague, 68 manifestantes foram presos nesta sexta-feira (11/12) durante um protesto que reuniu centenas de pessoas no centro da capital dinamarquesa.

O objetivo dos ativistas era interromper o encontro de 15 lojas e empresas, como a filial do McDonald’s na Praça Nytorv e o escritório da multinacional de transportes Maersk, acusadas pelos manifestantes de serem “criminosos do clima”.

Apenas o começo

Ninguém ficou ferido no protesto de sexta-feira, mas a polícia dinamarquesa acredita que essa foi apenas uma amostra das grandes manifestações que estão programadas para Copenhague a partir da semana que vem, quando vão ocorrer as discussões finais da cúpula.

Milhares de manifestantes são esperados neste sábado (12/12). O objetivo é pressionar os negociadores para que um novo tratado climático mundial seja fechado.

Propostas

Em cima da mesa está uma proposta de acordo, que fixa as reduções de gases com efeito de estufa entre 25 a 40% até 2020. A União Europeia decidiu, entretanto, avançar com 7,2 mil milhões de euros, para ajudar os países pobres a adaptarem-se às alterações climáticas.

Segundo o Secretário-executivo da ONU para questões climáticas, Yvo de Boer, os europeus deverão contribuir no total com 30% das ajudas mundiais previstas para os mais pobres.

Em Copenhague, a ministra dinamarquesa do meio ambiente lembrou, no entanto, que é preciso encontrar formas mais criativas de financiar a ajuda.

O primeiro esboço do novo plano contra as alterações climáticas defende que a temperatura do planeta não deve aumentar mais que 1,5°C a 2°C. Essa é uma meta essencial para evitar o desaparecimento de países ilhas, entre outras catástrofes climáticas.
**************************
FONTE : Material produzido e editado pela Envolverde/Mercado Ético/Carbono Brasil/Rebia/Campanha Tic-Tac/EcoAgência, e distribuído para reprodução livre com o apoio da Fundação Amazonas Sustentável. (Agência Envolverde)

Nenhum comentário: