segunda-feira, 15 de abril de 2013

Recanto Oriental da Redenção é restaurado e entregue ao público


Investimento na área do parque de Porto Alegre foi de R$ 355 mil


Recanto Oriental da Redenção foi restaurado<br /><b>Crédito: </b> Vincenzo Pinto / AFP / CP
Recanto Oriental da Redenção foi restaurado
Crédito: Vincenzo Pinto / AFP / CP

Com um investimento de R$ 355 mil, o Recanto Oriental do Parque da Redenção, em Porto Alegre, foi entregue neste domingo restaurado aos porto-alegrenses. O secretário municipal do Meio Ambiente (Smam), Luiz Fernando Záchia, informou que foram realizadas a limpeza e restauração da cobertura e da estátua de Buda, além de melhorias no pórtico, ponte, bancos e luminárias.

A revitalização também incluiu a recuperação da borda do lago. Os passeios em saibro e gramado também foram recuperados, a partir da parceria com as empresas Pepsi e Sinergy Novas Mídias que adotaram o parque. Segundo Záchia, dos 37 monumentos do Parque da Redenção, 36 foram depredados, pichados ou roubados. “O único que conseguimos preservar era o Monumento ao Expedicionário. No entanto, há duas semanas o Expedicionário foi alvo dos vândalos”, comenta.

Sobre o cercamento do parque da Redenção, o secretário disse que a discussão precisa ser feita pela sociedade. “O Parque Germânia é cercado e lá ocorreu um ato de vandalismo. Enquanto na Redenção todos os 36 atos de vandalismo contra monumentos foram à noite”, destaca. Para Záchia, o parque fechado dificulta a ação dos vândalos. “É preciso de uma vez por todas fazer a discussão. Os grandes parques do mundo são públicos, mas são cercados”, acrescenta.

Durante a solenidade, o Instituto Cultural Niten realizou demonstrações da arte da espada samurai, com kenjutsu, a arte de combate com a espada e Iaijutsu, técnica de desembainhar a espada e de Jojutsu, arte do bastão. A reforma do Recanto Oriental durou três meses e foi realizado pela empresa Arquium Construções e Restauro, que possui certificado para execução de restauração em bens tombados, com acompanhamento técnico da Equipe do Patrimônio Histórico e Cultural (Epahc) da Secretaria Municipal da Cultura. O investimento no espaço é proveniente de termo de compensação de uma empresa da construção civil.

O Recanto Oriental é composto de um pagode com a escultura de Buda e colunas orientais constituem o Templo de Buda. No jardim, uma miniatura do vulcão Fuji-Yama, montanha sagrada dos japoneses, lembra a paisagem do oriente. Existe ainda um lago com a forma de um dragão, com pequenas pontes.


Fonte: Cláudio Isaías / Correio do Povo

Nenhum comentário: