quinta-feira, 13 de junho de 2013

RS : Pescadores cumprem ordem judicial e BR 392 é liberada em Rio Grande

Trecho chegou a registrar quase 40 quilômetros de congestionamento


Os pescadores e armadores que mantinham a BR-392 bloqueada, entre o km 2,4 e o km 8,9, em Rio Grande, no Sul do Estado, liberaram a rodovia no fim da tarde, depois de receberem uma ordem judicial. Parulheiros da Polícia Rodoviária Federal (PRF) negociaram com os manifestantes, que decidiram acatar a decisão da Justiça. Conforme a PRF, o fluxo já se normalizou. Durante a tarde, o congestionamento chegou a 18 quilômetros de congestionamento em cada lado da pista.

O bloqueio da rodovia começou as 5h desta quinta-feira, quando pescadores e armadores impediram o acesso ao Polo Naval de Rio Grande. O grupo é contrário à decisão do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais (Ibama) e do Ministério da Pesca e Aquicultura (MPA) que impede a pesca de mais de 5% de anchovas junto com outros peixes por meio das redes.

Duas barricadas foram montadas com pneus, redes e sacos – em cima da ponte dos Franceses e no trevo de acesso aos molhes da barra. Os manifestantes levaram faixas com os dizeres: "Anchova já" e “Ditadura do Ibama e da polícia ambiental". Em razão do protesto, filas de veículos se formaram ao longo da rodovia. Alguns trabalhadores decidiram ir a pé até o Polo Naval devido ao congestionamento.

Os manifestantes dizem que a anchova não está em extinção nem em período reprodutivo, além de ser um peixe altamente rentável. Segundo o armador Antônio Lourenço, em três meses de pesca com anchova, ele consegue faturar cerca de R$ 3 mil. Sem a espécie, o rendimento cai para R$ 700.

A safra de anchova vai de junho a agosto. O peixe deixa as águas frias da Argentina e do Chile, em grandes cardumes, em direção ao Rio Grande do Sul.

***************************************

FONTE : Com informações dos repórteres Carmem Ziebell, Dico Reis e Cristiano Soares. (Rádio Guaiba e Correio do Povo).


Nenhum comentário: