quinta-feira, 13 de novembro de 2008

OS 4 COMPROMISSOS DE B. OBAMA COM A ECOLOGIA


Grande parte do mundo ainda festeja a vitória de Barack Obama na corrida à presidência dos EUA. Muito justo. Na esfera socioambiental, aquele que agora é chamado de homem mais poderoso do planeta assumiu em campanha quatro compromissos que, efetivamente cumpridos, representam um sopro de esperança para a qualidade de vida na Terra. Talvez ainda seja pouco, mas é muito mais do que qualquer movimento do senhor George W. Bush que, como se sabe, não deixará nenhuma saudade.

Seguem os compromissos de Obama, compilados pela ONG Avaaz:

1) Reduzir as emissões de carbono dos EUA em até 80% até 2050 e ter um papel mais forte e positivo na negociação do tratado global que irá dar continuidade ao Protocolo de Kyoto;

2) Dobrar o apoio financeiro para reduzir pela metade a extrema pobreza até 2050 e contribuir para a luta contra o HIV/AIDS, a tuberculose e a malária;

3) Somente negociar novos tratados comerciais que contenham proteções trabalhistas e ambientais para os países envolvidos

4) Investir US$ 150 bilhões nos próximos 10 anos em energias renováveis e colocar 1 milhão de carros elétricos nas ruas até 2015.

Floresta Zero

O Projeto de Lei 6.424, mais conhecido como Projeto Floresta Zero, deve ser votado pela Comissão de Meio Ambiente da Câmara na próxima semana. Sua alcunha deve-se ao fato de o PL permitir que até 50% da vegetação nativa seja derrubada em propriedades privadas na Amazônia, em vez dos 20% atuais.

Além disso, se aprovado, o projeto permitirá que 30% das reservas legais da Amazônia sejam recompostas com espécies alheias a aquele ecossistema, a exemplo de dendê. Por fim, se passar na Câmara, o PL – já aprovado no Senado – vai legalizar todos os desmatamentos dos últimos 40 anos, ou seja, mais de 700 mil km2 destruídos.

O Greenpeace está mobilizando a comunidade contra a proposta no site www.meiamazonianao.org.br. E lembra: “a floresta amazônica é um recurso natural estratégico para o combate ao aquecimento global”.

Nenhum comentário: