sexta-feira, 29 de agosto de 2014


Resumo diário de notícias selecionadas
dos principais jornais, revistas, sites especializados e blogs,
além de informações e análises direto do ISA
 
 
HOJE:
Água, Amazônia, Biodiversidade, Energia, Mata Atlântica, Povos Indígenas
Ano 14
29/08/2014

 

Biodiversidade

 
  A capital dinamarquesa recebeu nos dias 24 e 25 de agosto, a quarta edição do MAD Food, simpósio que acontece desde 2011, em uma tenda de circo montada para essa finalidade. O tema desta edição foi O que é cozinhar? e a pimenta dos índios baniwa do noroeste amazônico foi apresentada ao público, que pôde degustá-la juntamente com pequenos pedaços de abacaxi - Direto do ISA, 29/8.
  Com menos de US$ 200 milhões por ano, o Brasil poderia restaurar a Mata Atlântica em propriedades agrícolas a ponto de recuperar 30% da cobertura florestal em 7,8 milhões de hectares do bioma. Essa porcentagem seria suficiente para manter, nas propriedades rurais, a biodiversidade e os serviços ambientais em níveis semelhantes aos encontrados em áreas de proteção. As conclusões são de um estudo coordenado por cientistas da USP e do Imperial College (Reino Unido) e publicado na edição de hoje da revista Science. O artigo determinou pela primeira vez o limiar da biodiversidade em áreas desmatadas na Mata Atlântica: quando a cobertura florestal fica abaixo dos 30%, há uma redução abrupta da diversidade biológica e dos serviços ecossistêmicos como produção de água, polinização, regulação do clima e controle de pragas - OESP, 29/8, Metrópole, p.A20; FSP, 29/8, Ciência, p.C7.
  "Está passando quase despercebida a notícia de que em setembro será realizada a III Conferência Internacional de Desenvolvimento das Pequenas Ilhas, promovida pela Convenção da Biodiversidade, da qual o cientista brasileiro Bráulio Souza Dias é secretário executivo. 'Elas são como a floresta dos oceanos, diz Bráulio, 'onde estão alguns dos mais ricos ecossistemas, mas também os mais ameaçados pelo clima, pela elevação das águas dos oceanos e sua acidificação, pela sobrepesca, pela desertificação'. Não chega a espantar que passe quase despercebida. Em outubro haverá a Conferência Mundial sobre Biodiversidade. E o Brasil, que 'é o país mais biodiverso do mundo' , só participará como 'observador', porque não ratificou ainda o Protocolo de Nagoya, que dispõe sobre acesso a recursos genéticos e repartição justa e equitativa dos benefícios derivados de sua utilização. Não ratificou por causa da oposição dos ruralistas", artigo de Washington Novaes - OESP, 29/8, Espaço Aberto, p.A2.
   
 

Geral

 
  "Takumã Kamayura foi peça fundamental na criação do parque do Xingu, em 1961, por ter sido um dos primeiros a entender o português. Também ajudou a pacificar as 14 tribos da região, já que muitas viviam em guerra entre si, e a atraí-las para dentro dos limites do parque. Conhecido como um dos grandes pajés do Xingu, Takumã era requisitado por levas de pacientes em busca de cura. Morreu na segunda (25), de complicações de um AVC, aos 82 anos. Seu corpo foi lavado e pintado com urucum, jenipapo e carvão. Braços, pernas e cintura foram envoltos por cordões, e a cabeça, adornada por um cocar. Takumã foi sepultado no centro da aldeia, que ficará em silencioso luto pelo próximo mês. Deixa quatro filhos, entre eles o atual cacique da aldeia", obituário - FSP, 29/8, Cotidiano, p.C6.
  Oito pessoas foram presas quarta-feira, em Novo Progresso (PA), na região da BR-163, em operação que desarticulou o principal esquema de desmatamento ilegal com atuação hoje na Amazônia. Seis pessoas ainda estão foragidas. A operação Castanheira, da Polícia Federal, Ministério Público Federal e Ibama, flagrou o desmate de ao menos 155 km2 de floresta, área equivalente a cerca de 10% da cidade de São Paulo. Segundo o MPF, o grupo limpava grandes áreas de mata e voltava meses e até anos depois, quando loteava e vendia os terrenos. As maiores propriedades eram negociadas por até R$ 20 milhões. A maior parte dos suspeitos são empresários da região. Somadas, as penas podem passar de 50 anos de cadeia - FSP, 29/8, Ciência, p.C7; O Globo, 29/8, Sociedade, p.28.
  Em meio à severa crise hídrica que atinge São Paulo, uma região rica foi a que menos economizou água na cidade. Designada "Jardins" na divisão por setores de abastecimento da Sabesp, a área se situa na zona oeste e abrange não só os jardins Paulista, Europa e América, mas também Alto de Pinheiros, Lapa, Sumaré e Perdizes. Nesses locais, o consumo médio por residência caiu apenas 7,4% entre janeiro e junho, passando de 19.550 para 18.110 litros, segundo levantamento divulgado pela Sabesp ontem. O gasto nessa região é 39% maior do que a média da cidade, que em junho foi de 13.010 litros por residência - FSP, 29/8, Cotidiano, p.C1; OESP, 29/8, Metrópole,p.A21.
  A decisão da Santo Antônio Energia, concessionária da hidrelétrica de mesmo nome no Rio Madeira, de fazer apenas o depósito parcial das garantias financeiras na Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE) poderá aumentar a inadimplência e a judicialização no mercado. No dia 8 de setembro, data marcada para a liquidação das compras e vendas de energia no mês de julho, se a empresa não pagar o valor total do débito, a conta será transferida para os consumidores e distribuidoras que compraram energia da usina. Os clientes livres teriam de arcar com cerca de R$ 600 milhões e as distribuidoras por quase R$ 300 milhões - OESP, 29/8, Economia, p.B7.
   
 
Imagens Socioambientais

Nenhum comentário: