terça-feira, 26 de agosto de 2014

Cão paraplégico dá lição de vida a moradores de cidade americana

26 de agosto de 2014


(da Redação da ANDA)
Foto: The Dodo
Foto: The Dodo
Herby e Carol Mader, de Albany, Minnesota (EUA), orgulham-se em ser os tutores de River. Ele é uma espécie de cão “celebridade” em sua cidade, e nunca perde uma oportunidade de interagir com os moradores locais. Quando está fora de casa em Albany, River parece querer atender a todos com os quais se depara, provocando sorrisos em todas as pessoas que ele encontra. As informações são do The Dodo.
“River toca o coração de todos”, disse Lu Ann Jopp após ter encontrado River enquanto andava pelo centro da cidade. “Todo mundo quer se aproximar e acariciar o cão”.
River não esteve sempre em uma cadeira de rodas. Certo dia, em um golpe de má sorte, River foi atacado por dois cães muito maiores que ele. Os cães em questão não estavam em guias, e enquanto River caminhava com sua tutora Carol, ele foi atacado e perdeu o movimento de suas pernas traseiras.
Quando os dois cães vieram na direção de River e Carol, ela não se deu conta do perigo.
“Não estavam realmente se comportando de forma ameaçadora ou coisa parecida, até que começaram a atacar”, disse Carol.
River foi mordido com força, diretamente na coluna, diversas vezes. Isso provocou uma lesão grave, fazendo-o perder a mobilidade na parte traseira.
Agora, River continua apreciando as suas caminhadas com Herby e Carol pela cidade – ele apenas precisa estar preso à sua cadeira de rodas canina para ajudá-lo a fazer isso. Segundo a reportagem, o animal já havia se machucado no passado, antes do ataque, quando foi atropelado por um veículo. Mas, apesar de tudo o que aconteceu, ele ainda tem mais disposição do que qualquer outro cão da cidade.
A veterinária Wendy Womack considera River um “ícone” de Albany.  Para um cão de 11 anos de idade com as lesões que ele apresenta, Womack diz que River tem uma saúde de alto nível.
É claro que o papel dos tutores é fundamental nesse cenário. “Eles são muito dedicados”, explicou a veterinária, ressaltando que muitos outros tutores teriam optado pela indução da morte do cão que tivesse passado pelo que ele passou.
River realmente ainda gosta muito de dar as suas quatro ou cinco longas caminhadas diárias pelas ruas de Albany. Cada um que o encontra pelo caminho não consegue evitar um sorriso e sentir o seu dia um pouco mais iluminado, pelo simples fato de tê-lo encontrado. Esse é um incrível efeito que sua vida provoca, mesmo após ter sofrido tantos revezes.

Nenhum comentário: