domingo, 12 de dezembro de 2010

Fábrica de laticínios chinesa criou maior máquina do mundo para transformar estrume em energia

O crescimento econômico e industrial da China colocou o país no topo da lista dos mais poluidores do mundo. Porém, a Huishan Dairy quer contribuir para mudar esse perfil. Os engenheiros chineses criaram o maior sistema de geração de eletricidade produzida a partir de metano do gado.
A fazenda de leite, situada no noroeste da China, agora aproveita o esterco de 60 mil vacas, das 250 mil que possui, para converter em 5,66 megawatts de energia, o suficiente para abastecer, em média, quase 3.500 casas.
A Huishan Dairy criou um conversor de metano que produz dez vezes mais que os conversores comuns. O sistema envolve um digestor anaeróbico que transforma o estrume em gases. O gás é exposto ao óxido de ferro em um processo chamado de hidrodessulfurização, que remove o sulfeto de hidrogênio corrosivo.
Em seguida, o biogás pode ser queimado para produzir eletricidade - neste caso, utilizando motores General Electric Jenbacher, que já estão em uso em operações leiteira na Índia e em uma fábrica de gás de madeira, na Áustria. Segundo o site Tecnology Review, nos Estados Unidos, menos de 1% das fazendas de leite capturam metano.
Ann Wilkie, professor de microbiologia ambiental da Universidade da Flórida, diz que projeto pode chamar a atenção para uma tecnologia que é muito esperado. "Isso mostra que esta não é uma tecnologia fantasma, que temos que esperar no futuro. É algo que podemos fazer agora para lidar com os resíduos existentes, e reunir energias renováveis.", defende.
*****************
FONTE : Island Explorer

Nenhum comentário: