sexta-feira, 8 de janeiro de 2016




Resumo diário de notícias selecionadas
dos principais jornais, revistas, sites especializados e blogs,
além de informações e análises direto do ISA
 
 
HOJE:
Água, Antropoceno, Biodiversidade, Energia, Mineração, Pesca, Povos Indígenas, Violência
Ano 15
08/01/2016

 

Direto do ISA

 
  O encontro, promovido pelo ISA e pela Operação Amazônia Nativa (Opan), na aldeia Moygu, reuniu coletoras Ikpeng e Xavante (Auwê), que durante uma semana trocaram experiências sobre coleta de sementes florestais nativas, planejamento anual e manejo Direto do ISA, 8/1.
  
 

Mineração

 
  A mancha de lama originária da tragédia de Mariana, que vinha se espalhando no litoral do Espírito Santo, sentido sul, agora se dispersou também para o norte, alcançando as proximidades do Parque Nacional Marinho dos Abrolhos, no sul da Bahia. A Samarco, responsável pela barragem de Fundão, que se rompeu em 5 de novembro, já foi notificada a iniciar imediatamente a coleta de amostras na região OESP, 8/1, Metrópole, p.A13; O Globo, 8/1, País, p.8; FSP, 8/1, Cotidiano, p.B5.
  
 

Antropoceno

 
  Cientistas defendem que, desde 1950, vivemos uma nova época geológica, a Era do Homem, dominada pelo nosso impacto sobre o planeta Terra. A atividade humana alterou os sistemas naturais da Terra a tal ponto e deixou marcas tão evidentes no registro geológico do planeta que, se os especialistas assim decidirem, as gerações futuras não deverão ter problemas em identificar o chamado Antropoceno, a "era dos humanos". Esta é a conclusão de uma equipe internacional de cientistas após uma revisão de diversos estudos relacionados ao assunto, publicada na edição desta semana da revista "Science" O Globo, 8/1, Sociedade, p.21; FSP, 8/1, Ciência, p.B6.
  
 

Pesca

 
  O ministro presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Ricardo Lewandowski, suspendeu em caráter liminar o pagamento da "bolsa pescador" em 2016. O ministro avaliou que o Executivo deve revisar os períodos de defeso - quando a pesca artesanal é proibida por causa da temporada de reprodução dos peixes - e o cadastro de pescadores atendidos pela bolsa antes de retomar o repasse do benefício, que deveria começar a ser pago na próxima segunda-feira, 11. O benefício tem o valor de um salário mínimo mensal e é pago enquanto durar a período, até o limite de 5 meses. Até segunda análise, o recurso deixará de ser pago a 487.843 pescadores, que estão, no entanto, liberados para pescar OESP, 8/1, Economia, p.B3.
  
 

Energia

 
  As três bacias hidrográficas mais ricas em biodiversidade no planeta estão ameaçadas por um mesmo "inimigo" comum: a construção de hidrelétricas. A análise é de um grupo de cientistas de países como Brasil, EUA, Alemanha, Canadá e Camboja. Está na revista científica "Science" desta semana. De acordo com os cientistas, um terço dos peixes de água doce do mundo vive nas bacias hidrográficas da Amazônia, do Congo (África) e de Mekong (no sudeste asiático). Pelo menos 450 barragens ainda devem ser construídas nas usinas dessas três bacias. Belo Monte pode estabelecer um recorde mundial de perda de biodiversidade. Isso porque há um número excepcional de espécies que só vive ali, aponta o estudo FSP, 8/1, Ciência, p.B6.
  Nenhuma das linhas de transmissão de energia que serão licitadas em 2016 deve entrar em operação no prazo considerado adequado para a segurança do abastecimento. Em alguns leilões previstos para este ano, a conclusão está até cinco anos além do indicado pelo ONS (Operador Nacional do Sistema) e pela EPE (Empresa de Pesquisa Energética). Os prazos foram ampliados para atrair interessados nos leilões FSP, 8/1, Mercado, p.A16.
  A usina Itaipu Binacional ultrapassou a hidrelétrica Três Gargantas, na China, em geração de energia e voltou a assumir a liderança mundial em produção no ano passado. A primeira posição havia sido perdida para a chinesa em 2014, devido à seca registrada no Brasil. A hidrelétrica que pertence ao Brasil e ao Paraguai gerou 89,2 milhões de MWh em 2015, um crescimento de 1,6% em relação a 2014. Já a chinesa produziu 87 milhões de MWh no ano passado FSP, 8/1, Mercado, p.A16.
  Hermes Chipp, diretor-geral do ONS (órgão que, na prática, manda na geração e transmissão de energia no país), está sob pressão direta do Ministério de Minas e Energia, chefiado por Eduardo Braga (PMDB). Por meio da Aneel e de uma mudança no estatuto, o ministério namora a possibilidade de diminuir o poder decisório de Chipp e fazê-lo deixar o cargo em maio de 2016 -quando acaba seu terceiro mandato, obtido por medida provisória de Dilma, em 2014. O ONS é uma organização privada, que tem 3% do orçamento custeado pelas empresas associadas -geradores e transmissores-, e o restante, por encargos na tarifa de luz. Em processo na Aneel, propõe-se que o órgão seja bancado 100% pelas empresas a partir de 2018 FSP, 8/1, Mercado, p.A16.
  
 

Água

 
  O número de consumidores multados por aumentar o consumo de água na Grande São Paulo bateu recorde em dezembro de 2015. Segundo a Sabesp, 14% dos clientes receberam a sobretaxa de até 50%. Esse foi o maior índice desde que a tarifa extra foi criada, em janeiro de 2015 FSP, 8/1, Cotidiano, p.B3; OESP, 8/1, Metrópole, p.A12.
  "À crescente restrição no uso de águas dos mananciais correspondeu uma alta da procura por reservas no subsolo. No ano passado, a concessão de licenças para a perfuração de poços profundos cresceu 77% em relação a 2014. A medida traz alívio às represas, mas, se sem controle, provoca o ressecamento dos lençóis freáticos. Isso pode -e deve- ser evitado. O limite de retirada de água é fixado pelo Estado, por meio das relações entre a vazão do poço e a quantidade da reserva estimada. Trata-se, portanto, de reforçar a fiscalização para que a retirada não exceda os limites estabelecidos -e para que o governo Alckmin não repita os erros de outrora", editorial FSP, 8/1, Editoriais, p.A2.
  
 
Imagens Socioambientais

Nenhum comentário: