sábado, 30 de janeiro de 2016

Chefe da ONU chama meio empresarial a contribuir com a Agenda 2030


Objetivos de Desenvolvimento Sustentável já fazem parte do planejamento de empresas. Foto: GOVBA/Amanda Oliveira (CC)
Objetivos de Desenvolvimento Sustentável já fazem parte do planejamento de empresas. Foto: GOVBA/Amanda Oliveira (CC)
No Fórum Econômico mundial, o secretário-geral destacou importância da liderança dos governos e de empresas para fazer com que compromissos globais sejam colocados em prática.
Por Redação da ONU Brasil – 
No Fórum Econômico Mundial, em Davos, Suíça, o secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, chamou o mundo empresarial a contribuir para o alcance dos objetivos da Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável, que busca eliminar a pobreza, a fome, e uma série de problemas sociais.
Ban destacou que os governos devem guiar os passos decisivos para tornar os compromissos globais em realidade, juntamente com o setor privado, que pode prover soluções essenciais e recursos para “colocar o mundo em um caminho sustentável”.
Ele destacou que a ONU tem demonstrado que o multilateralismo funciona quando se trata de planos ambiciosos, citando os exemplos da Agenda 2030 e o Acordo de Paris, sobre mudanças climáticas, como “visionários e planetários”.
“Vocês reconhecem que negócios responsáveis têm um enorme poder de criar trabalhos decentes, abrir acesso à educação e serviços básicos, revelar soluções energéticas e acabar com a discriminação”, afirmou Ban.
Para o chefe da ONU, a Agenda 2030 é uma “declaração de interdependência”. Um problema que afeta um país, atinge outro. “A quebra de um mercado pode conduzir a uma crise no mundo todo”, afirmou, destacando a necessidade de compromisso com mais empresas para alcançar os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODSs), garantindo que cada uma se comprometa com os princípios universais da Agenda.
Enfatizando que os presentes já eram membros do Pacto Global da ONU, ele afirmou que o projeto já traduz os ODSs para a ação no âmbito dos negócios e da inovação. Segundo Ban, o Pacto Global tem 85 redes locais e signatários em mais de 160 países. “Exatamente aí, eu vejo enormes oportunidades de mobilizar ação”, acrescentou.
“Vocês sabem que fazer negócios de forma responsável é o primeiro passo para qualquer companhia que queira contribuir para a sustentabilidade”, disse. (ONU Brasil/ #Envolverde)
* Publicado originalmente no site ONU Brasil.

Nenhum comentário: