sábado, 30 de março de 2013

Varredura retira quase 300 metros de redes de pesca ilegal


Boa parte do material retirado estava na praia de Quintão, no litoral Norte


Varredura retira quase 300 metros de redes de pesca ilegal
Crédito: Divulgação Brigada Militar / CP
Uma varredura de Torres a Quintão retirou mais de 300 metros de redes de pesca ilegal e cinco tarrafas do Litoral Norte do RS. A operação, organizada pelo Comando Ambiental da Brigada Militar, localizou também diversos animais mortos na beira da praia, que podem ter sido vítimas da prática predatória. O trabalho começou às 6h e encerrou ao meio-dia.

Boa parte de quem foi pego em local, ou com instrumentos impróprios era amador. “O profissional sabe quais são os equipamentos e as áreas permitidas. Estamos dando orientações para evitar esse tipo de pesca”, explicou o comandante do Comando Ambiental, coronel Ângelo Vieira da Silva.

Entre as redes apreendidas, estavam diversas conhecidas como “Feiticeira”. Elas têm uma trama que consegue prender animais de todos os tamanhos, o que prejudica a fauna marinha. “É permitido pescar, mas isso deve ser feitos em locais próprios e com ferramentas corretas”, observou. Os equipamentos legais para pescadores amadores são caniços e linhas com anzol.

Boa parte do material apreendido estava na praia de Quintão. O Comando tem distribuído folders com informações sobre a pesca e quem desrespeita as regras precisa assinar um termo circunstanciado. “A nossa maneira de evitar é retirando o artefato de pesca ilegal e conscientizando”, completou Silva.
**********************************

Fonte: Karina Reif / Correio do Povo

Nenhum comentário: