domingo, 24 de março de 2013

MEMÓRIA : Primeiro EEEE (Encontro Estadual de Entidades Ecologistas do RS) - James Pizarro

Nos dias 8 e 9 de maio de 1984, realizou-se em Santa Maria, o pioneiro "EEEE", isto é, "Primeiro Encontro Estadual de Entidades Ecologistas", numa promoção conjunta da Associação Ecológica "Irmão Sol, Irmã Lua" (de Santa Maria) e AGAPAN - Associação Gaúcha de Proteção ao Ambiente Natural (de Porto Alegre). A entidade santa-mariense era presidida por mim e a entidade porto-alegrense era presidida pelo professor Flávio Lewgoy, geneticista da UFRGS.A bem da verdade, a parte operacional que possibilitou a realização do encontro, tais como passagens, ônibus, estada, refeições, cartazes, verbas, etc...foi totalmente implementada por mim e pelo jornalista/ecologista João Batista Santafé Aguiar, secretário da AGAPAN, e que viajou a Santa Maria diversas vezes, hospedando-se na minha residência. O Dr. Armando Vallandro e o Dr. Walter Bianchini, que ocupavam altos cargos na UFSM em 1984, foram de vital importância para o encontro, pois cederam vales para refeições no Restaurante Universitário, apartamentos no campus para dezenas de ecologistas e também um ônibus da UFSM ficou à disposição de todos. Muitos ecologistas, principalmente os mais idosos, foram acolhidos em muitas casas de santa-marienses, que abriram suas portas e seus corações, sensibilizados pela luta ecologista.O deputado estadual Carlos Renan Kurtz, na época presidente da Assembléia Legislativa do RS, colaborou com um mil cruzeiros novos (moeda da época), verba alentada diante das precárias condições financeiras das entidades. Muitos políticos prestigiaram o pioneiro EEEE. Puxando pela memória, acho que lembro de todos : Dep. Estadual Renan Kurtz, Dep. Federal João Gilberto Lucas Coelho (PMDB), Dep. Estadual Vercidino Albarello (Presidente da Comissão de Defesa do Meio Ambiente da Assembléia Legislativa), vereador porto-alegrense Caio José Lustosa (PMDB), vereadora porto-alegrense Jussara Cony (PMDB), Dep. Estadual Cézar Schirmer (líder do PMDB), vereador santa-mariense Marcos Rolim (PMDB), vereador santa-mariense João Nascimento (PMDB), secretário municipal Nelson Borin (representando o prefeito José Haydar Farret). O deputado estadual Jo´se Ivo Sartori, da Comissão de Direitos Humanos, justificou sua ausência por telex.No início do congresso, aproveitando a presença dos políticos, foi realizado um demorado e, às vezes, ácido "pinga-fogo" com os políticos presentes , já que os mesmos, mercê de suas ocupações, não poderiam permanecer no encontro durante todo o tempo. Mas muitos compromissos foram assumidos pelos políticos, como por exemplo, a realização da "Semana Nacional do Meio Ambiente", de 1 a 7 de junho, em Santa Maria (o que se concretizou, como veremos em outro artigo dessa série). Consultando a lista de assinaturas e as atas do primeiro EEEE, todas em meu poder e guardadas nos meus arquivos, computei 110 ecologistas. Estiveram presentes representantes das seguintes entidades : AGAPAN (Porto Alegre), "Irmão Sol, Irmã Lua" (Santa Maria), APAN (Santa Rosa), APPAN (Pelotas), APNVG (Gravataí), ADFG (Porto Alegre), Quero-Quero (Canoas), NEE (Rio Grande), Deite na Grama (Porto Alegre), Em Nome do Amor à Natureza (Porto Alegre), Seriema (Alegrete) , ASPE (Santa Maria), ASCAPAN (Canoas) e os núcleos da AGAPAN das cidades de Lageado, Três de Maio e Cruz Alta. Também participaram e assistiram o encontro, na condição de ouvintes, sem direito a voto, professores da UFSM, alunos dos cursos de Ciências Biológicas, Agronomia e Veterinária, jornalistas, radialistas, professores estaduais e de escolas particulares, donas de casa.Nos intervalos das discussões e apresentação/votação de moções, o duo musical "Quintal de Clofila", brindava a assistência com a execução de músicas com temas ecológicos. O duo era constituído por dois exímios artistas irmãos, Nejandre Arbo e Dimitri Arbo, filhos do poeta e jornalista Antônio Carlos Arbo, funcionário da UFSM e autor de uma obra poética intitulada "Tempoema".Cerca de 30 moções foram discutidas e aprovadas no pioneiro EEEE. A Irmão Sol, Irmã Lua, de Santa Maria, teve cinco moçoes aprovadas por unanimidade : moção sobre árvores imunes ao corte, moção sobre livros escolares de leitura em cumprimento da lei 4771, moção sobre depósitos fossilíferos em cumprimento ao decreto-lei 4146, de 1942, moção sobre a obrigatoriedade da inserção semanal de textos florestais nas estações de rádio e moção sobre as comemorações do "Dia da Ave", em 5 de outubro. Outras moções discutidas e aprovadas foram : severa fiscalização sobre os banhados do RS por parte do IBDF, solicitação à UNESCO que torne o Banhado do Taim "patrimônio comum da Humanidade", louvor à equipe do Globo Repórter sobre as matérias versando sobre desfolhantes químicos em Tucuruí, moção de repúdio à ELETRONORTE pela utilização do pentaclorofenol em Tucuruí, repúdio à matança de milhares de pintos em Lageado, exigência do cumprimento da portaria 1079, da Secretaria de Saúde e Meio Ambiente, que proibe qualquer dragagem do Banhado Grande, solicitando a construção de obras que regularizem a vazão do rio em Passo dos Negros, criação de um encarte ecológico de âmbito estadual, proibição imediata da caça às baleias, correspondência aos ministros e senadores dando apoio à aprovação da Lei 7747/82 (lei dos agrotóxicos), preservação dos locais de procriação das baleias, moção no sentido de que as plantas dos engenheiros civis devam vir acompanhadas de um estudo técnico de um engenheiro florestal no caso de terrenos arborizados, etc...Também foram aprovadas por unanimidade moções de louvor e agradecimento ao jornal A RAZÃO, Pró-reitoria de Extensão, Pró-reitoria de Assuntos Estudantis, Departamento de Divulgação da UFSM, Rádio Universidade, dep. estadual Carlos Renan Kurtz, empresário Werney Doeler, Direção do Instituto Master (pela cessão do local) e ecologistas João Batista Santafé Aguiar e James Pizarro, pelos relevantes serviços prestados à causa ecologista e à realização do EEEE.Quase 30 encontros ecologistas estaduais gaúchos já foram realizados, às vezes dois no mesmo ano. Mas nenhum deles (estive presente em quase todos) contou com tamanha representatividade de entidades/políticos/professores/militantes, como o primeiro encontro realizado nesta Santa Maria. Em nossa cidade, pois, nasceu a idéia pioneira da necessidade dos ecologistas/militantes/voluntários da causa se reunirem e discutirem pautas e estratégias do movimento. Já ouvi discursos de jovens militantes em encontros posteriores a esse argumentarem o pioneirismo, a maior importância, o maior número de participantes e outras coisas menores. Eu apenas sorri, porque em 1984 alguns deles nem haviam ainda nascido...
***************************
AUTOR : James Pizarro

Nenhum comentário: