domingo, 25 de abril de 2010

Urussanga, SC : Moradores protestam contra lixão em Rio América

Mais de 500 moradores do bairro Rio América, em Urussanga, reuniram-se e, em consenso, decidiram fechar a via de acesso ao lixão de seu bairro que está licenciado para receber até 30 toneladas de lixo por dia. O lixão, localizado no alto de um morro, recebe os resíduos em cima de uma área que já foi minerada para extração de carvão e não recuperada.

A manifestação, realizada nesta semana, foi pacífica e a comunidade pede providências para impedir o avanço. Nem a chuva nem o feriado impediram a comunidade de continuar lutando pelos seus direitos, onde parte quer somente o asfalto prometido em várias eleições, enquanto que outros insistem que o lixão seja desativado.

Os moradores da localidade destacam que há tempo reivindicam obras de infraestrutura mas, continuam recebendo esse ingrato prêmio das administrações municipais.

“Isso não começou em 2001. O lixão existe desde 1982, quando o falecido Ado Cacetari Vieira foi eleito prefeito. Começaram a jogar lixo num buracão de mais de 50 metros de fundura, minerado pela Treviso, onde usavam a antiga Marion”, apontou um morador.

Até mesmo uma catadora de lixo e que se servia de alguns objetos ou resíduos para vender e manter a família reclamou: “Eu fui catadora no lixão e acabei sendo picada por uma agulha de seringa descartável. Mandavam a gente comprar luva de borracha. E se furasse a luva, a gente trabalhava com ela rasgada porque não tinha dinheiro pra comprar outra”, observou.
*******************************
FONTE : jornal A CRÍTICA, Tubarão, SC.

Nenhum comentário: