sexta-feira, 26 de setembro de 2014

TRATADOS COMO OBJETOS : Hamsters são oferecidos como brindes em campanha da Pizza Hut na Austrália


26 de setembro de 2014

(da Redação da ANDA)
Foto: Care2
Foto: Care2
Uma recente campanha lançada por uma das lojas da Pizza Hut na Austrália provocou indignação nos ativistas de direitos animais.
A promoção na loja de Mount Waverly dizia: “A cada dez pizzas grandes, ganhe pequenos animais da Pets Story”. A Pets Story é um pet shop local, e as condições seriam válidas do dia 1 de setembro até o final de dezembro deste ano. As informações são da Care2.
Nesse caso, os “pequenos animais” aos quais a campanha se referia eram hamsters. Mas felizmente a promoção não foi bem recebida pelo público. Conforme reportagem do Huffinton Post, um cliente postou no Twitter que a loja estava “dando animais como brinquedos”.
A Oscar’s Law, uma organização local de bem-estar animal, interveio no caso. A ONG demandou que a cadeia removesse a comunicação ofensiva da campanha na loja. Apesar do protesto ter sido bem sucedido, a loja tentou contornar o problema apenas cobrindo a placa antes de ceder à pressão.
A matriz da Pizza Hut na Austrália então publicou um pedido de desculpas e procurou apaziguar temores, explicando que nenhum animal foi “dado” de fato. A empresa também afirmou que a promoção não havia sido aprovada ou tolerada por eles. Em um comunicado ao Huffington Post, a companhia explicou: “Em nome da Pizza Hut Austrália, nós vimos novamente nos desculpar por essa promoção impensada e gostaríamos de assegurar a todos que esse assunto está sendo seriamente tratado”.
No entanto, conforme a usuária Danielle Gibney apontou na página da Oscar’s Law no Facebook: “Eu espero que vocês percebam que essa promoção não ocorreu só na Pizza, mas também vem sendo praticada por vários comerciantes no shopping Waverley Village. O restaurante Mocha Vita também está envolvido”. Outros usuários do Facebook expressaram que a Pizza Hut estava deletando todas as mensagens de repúdio publicadas por eles em suas mídias sociais.
A Pets Story teve de se manifestar, em resposta aos comentários veementes quanto ao desrespeito para com os pequenos seres sencientes. Um funcionário da loja disse ao Mashable que o estabelecimento nunca planejou dar animais, e que a promoção mencionava dar um “kit animal gratuito” – o que quer que isso significasse – mas a palavra “kit” foi acidentalmente retirada durante a impressão. Ele alegou que a placa consistiu em um erro e que tudo foi interrompido “imediatamente”, embora se saiba que a loja da Pizza Hut cobriu a sinalização original antes de removê-la finalmente.
Gatos como brinde para “trazer sorte”
Essa história de desrespeito aos animais pela Pets Story com a Pizza Hut foi perturbadora mas, de acordo com a Care2, é importante lembrar que este não foi um incidente isolado. Em agosto de 2014, o banco russo Sberbank pensou que seria uma boa ideia oferecer gatos “como brindes” para novos proprietários de imóveis. Conforme relatado pelo The Guardian, os gatos são tidos como um sinal de boa sorte no país.
Mas, diferente do escândalo da Pizza Hut, os gatos escolhidos deveriam ficar na nova casa apenas por algumas horas, de modo que os novos donos do imóvel pudessem tirar fotos. E a promoção era válida para apenas trinta clientes. A campanha do Sberbank também deveria se estender até Dezembro de 2014. Segundo a Care2, os dez gatos “rotativos” poderão estar cansados de ser constantemente “emprestados” até então.
A reportagem finaliza lembrando que animais não são prêmios, bens ou livros de uma biblioteca para serem “emprestados”. Não há razão para se incluir animais grandes ou pequenos em qualquer promoção, e seja para uma empresa de pizzas ou um banco, o uso de animais em promoções é sempre desagradável. A Care2 sugere uma promoção em que os lucros sejam direcionados para organizações que realmente ajudem os animais – essa ideia é algo que muitas pessoas comprariam.

Nenhum comentário: