sábado, 14 de fevereiro de 2009

A Pesca em Santa Catarina



A pesca em Santa Catarina é dividida em artesanal e industrial. A pesca artesanal possui aproximadamente 38.792 pescadores, e 6.137 embarcações, desde canoas a remo a embarcações com motor de até 115 Hp, e que atuam desde o norte do Rio Grande do Sul até o sul de São Paulo.Os principais recursos são: corvina (Micropogonias furnieri) na região centro-sul, capturada com redes de emalhar e camarão sete-barbas (Xiphopenaeus kroeyeri) na região norte, com redes de arrasto de porta.

A pesca industrial ocorre nas localidades que possuem infra-estrutura como portos, empresas de processamento e postos de abastecimento náutico, sendo a principal Itajaí.

O número aproximado de pescadores é de 7.900. São em torno de 900 embarcações, com autonomia de 2 a 30 dias no mar e que atuam em toda a região sudeste e sul do Brasil, da costa até águas internacionais além das 200 milhas.

Os principais recursos são: sardinha-verdadeira (Sardinella brasiliensis), capturada com rede de cerco; bonito (Katsuwonus pelamis), com vara e isca-viva e camarões sete-barbas, rosa e santana (Xiphopenaeus kroeyer, Farfantepenaeus paulensis, Pleuticus muellerii), com redes de arrasto de porta. Um outro recurso importante é a tainha (Mugil planatus), recurso sazonal (junho e julho) capturada por pescadores artesanais e industriais de todo o litoral.
*************************

Nenhum comentário: