quarta-feira, 26 de fevereiro de 2014

AMAZING MONKEY OF PAKISTAN



Macacos são escravizados nas ruas do Paquistão

26 de fevereiro de 2014 

(da Redação da ANDA)
(Foto: AP/Muhammed Muheisen)
(Foto: AP/Muhammed Muheisen)
No Paquistão, os macacos são explorados e servem como fonte de renda para algumas pessoas que decidem capturá-los para a realização de performances em frente a multidões em locais públicos e privados do país. Os animais são normalmente roubados da natureza quando são filhotes e depois, treinados. Um macaco treinado pode ganhar para seu tutor de US$190 a US$ 285 mensais. As informações são do Washington Post.
Ativistas de direitos animais criticam a prática. “Esta é uma enorme violação das leis da vida selvagem”, disse Atif Yaqub, um funcionário da Fundação da Vida Selvagem do Paquistão. Ele afirma que os macacos são abusados pelos domadores que agridem o animal com um pau durante seu treinamento e colocam uma corda em volta de seu pescoço, para evitar fugas.
Os domadores vão para o Vale Swat, na cidade de Murree, fora de Islamabad, para encontrar os filhotes. Leva pelo menos três meses para ensinar um macaco a dançar, fazer saudações, apertar as mãos e realizar outras tarefas. Os animais são vestidos com roupas coloridas para chamar atenção do público que aplaude e ri, enquanto o primata é ridicularizado e esconde por trás dos truques uma vida de dor e sofrimento.
A prática de escravizar macacos para apresentações nas ruas é também muito popular na Indonésia. Em Jacarta, macacos são caracterizados com máscaras e roupas para pedir dinheiro. Mas o governo começou, no ano passado, uma operação que pretende resgatar 350 animais, além de lutar para extinguir este tipo de show.
(Foto: AP/Muhammed Muheisen)
(Foto: AP/Muhammed Muheisen)
(Foto: AP/Muhammed Muheisen)
(Foto: AP/Muhammed Muheisen)
macaco2
(Foto: AP/Muhammed Muheisen)

Nenhum comentário: