segunda-feira, 23 de março de 2015

Ativistas lutam contra a expansão de laboratórios que torturam macacos

23 de março de 2015 

Por Marcela Prado (da Redação da ANDA)
Como os esforços para construir novos laboratórios de macacos e centros de reprodução nos Estados Unidos tem aumentado durante os últimos meses, grupos de ativistas tomaram as ruas, o tribunal e a internet a fim de fazê-los parar. Muita tensão tem ocorrido. Abaixo estão apenas algumas das batalhas travadas pelos ativistas em favor dos macacos. As informações são do site Their Turn.
Florida
Oficiais em Hendry County, Florida, o qual já dá lugar a dois centros de reprodução de macacos, aprovaram a construção de mais dois sem solicitar a opinião dos moradores do local, uma atitude que viola a lei conhecida como Sunshine Law. Essa lei exige que os munícipes possam realizar audiências públicas para debater sobre o projetos que tenham impacto nas comunidades locais. A ONG Animal Legal Defense Fund entrou com uma ação contra Hendry County em nome dos moradores que estão irritados com o fato.
Criadouro de macacos(Foto: Alon Ron, Haaretz)
Criadouro de macacos (Foto: Alon Ron, Haaretz)
Jane Velez-Mitchell da JaneUnchained recentemente viajou de Nova York para a Florida para conseguir informações sobre o caso e a guerra civil que o precedia: “Observe enquanto eu tento conseguir alguma resposta do advogado de Hendry County, e note os vários moradores irritados fervilhando à espera de algum posicionamento do condado.”
Washington
Ativistas protestaram no dia 8 de março com cartazes em estrada em Seattle
Ativistas protestaram no dia 8 de março com cartazes em Seattle
Em novembro, a Universidade de Washington decidiu expandir seu centro de pesquisas de primatas para aumentar o número de macacos que eles acomodam. Ativistas juntos ao Campus Animal Rights Educators e a ONG No New Animal Lab vem lutando para combater a expansão, de acordo com citações da USDA, a morte de inúmeros macacos, incluindo um morto por fome, e a evidência de que um macaco foi sacrificado após machucar a si mesmo repetidamente.
Macacos que são animais extremamente sensíveis, são levados à loucura confinados em gaiolas de laboratórios
Macacos que são animais extremamente sensíveis, são levados à loucura confinados em gaiolas de laboratórios
Michael Budkie, presidente do grupo de anti-vivissecção Stop Animal Exploitation NOW, diz que os macacos são altamente estressados por estarem em cativeiro. “Eu não consigo conceituar o atual estado mental de um animal que, por estar tão perturbado e sofrendo, começa a arrancar pedaços de seus próprios dedos.”
Maryland
Desde 1980, pesquisadores do NIH tem usado fundos para conduzir privações maternais e estudos isolados em jovens macacos. O vídeo que contem cenas de experimentos é tão perturbador que quatro membros do Congresso enviaram uma carta para o NIH, que tem sua sede em Maryland, exigindo explicações. Quando o principal pesquisador, Stephen Suomi, fez uma apresentação na Universidade Michigan, ativistas interromperam seu discurso quatro vezes para dar maior atenção à barbárie dos experimentos que são feitos.
Em uma entrevista fascinante com Justin Goodman, diretor do Laboratório de Investigações do PETA, Jane Velez-Mitchell colocou em foco os estudos de Suomi e a fraude que permite que os pesquisadores percam 30 anos e milhares de dólares dos impostos estadunidenses em experimentos que não levarão a nada, muito menos na melhora da saúde humana.
lab-monkey-811x1024
Estudo de privação materna na NHI
O pedido de socorro dos animais na sociedade é, geralmente, ignorado pela grande mídia. Dada a enormidade do problema, essas questões não recebem a atenção que merecem. Foi isso que motivou Jane Velez-Mitchell a se lançar como um canal pelos animais – JaneUnchained. Mas, sozinha, ela não pode conseguir grandes êxitos. Clique aqui e veja como você pode ajuda-la a ser uma voz permanente para esses animais.

Nenhum comentário: