quinta-feira, 7 de janeiro de 2010

Ativistas condenados por desobediência civil, nos EUA.


A desobediência civil como forma de combate ao aquecimento global teve o seu dia na corte, nos EUA, nesta segunda-feira (04/01) quando onze ativistas se declaram culpados por escalar o Monte Rushmore com uma mensagem para o presidente Barack Obama, em julho passado, pedindo que ele assumisse uma posição de liderança na questão das mudanças climáticas.

Quatro outros ativistas do Greenpeace que estão presos há três semanas em Copenhague por invadirem o jantar oferecido pela rainha Margarete II, da Dinamarca, aos chefes de estado presentes na COP-15, ainda aguardam audiência.

As autoridades policiais dinamarquesas trataram a manifestação pacífica de forma claramente arbitrária e abusiva, mantendo os quatro ativistas presos durante o Natal e o Ano Novo, em regime de "virtual isolamento", de acordo com o Greenpeace.

A organização ambientalista está realizando uma campanha mundial para pressionar as autoridades a libertarem os ativistas, convidando a população a enviar uma carta ao presidente Barack Obama, ao primeiro ministro da Austrália, Kevin Rudd, ao presidente da Comissão Européia, José Manuel Barroso, com cópia para o ministro da Justiça da Dinamarca, Brian Mikkelsen.

A carta pode ser enviada por email, no site do Greenpeace International: http://www.greenpeace.org/international/
*********************************
FONTE : (Envolverde/Greenpeace)

Nenhum comentário: