segunda-feira, 24 de novembro de 2014

ONG propõe a transferência de felinos do zoológico de Santiago para santuários

24 de novembro de 2014 

Por Ligia Cunha (da Redação da ANDA)
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação
Assim que o Conselho de Santiago del Estero publicou uma Ordem Municipal avisando sobre o fechamento definitivo do jardim zoológico de São Francisco de Assis, fundamentando a decisão em que “ foram perdidos os objetivos educativos para crianças e adolescentes, que em outros tempos justificavam a existência de um zoológico dirigido para que a comunidade pudesse se aproximar dos hábitos, costumes e fisionomias dos animais, tanto exóticos quanto autóctones” – recomendando a transferência saudável dos animais ali cativos, a garantia do patrimônio municipal e a intervenção de instituições públicas – a Associação dos Funcionários e Advogados pelos Direitos dos Animais (AFADA), através de seu presidente, o Dr. Pablo N. Buompadre, realizou um pedido formal ao Diretor do zoológico, Joaquín Chaparro, para transferir os felinos ali cativos (aproximadamente 6 leões, 5 tigres e 4 pumas) para santuários dos EUA e Brasil, especializados em cada uma dessas espécies, oferecendo-lhes intermediar os tratamentos necessários para a melhora da qualidade de vida desses animais.
A iniciativa surgiu quando a ONG especializada em direito animal tomou conhecimento que o zoológico havia fechado parceria com a Reserva Ecológica de Saenz Peña (Chaco) para transferir os demais animais do zoo, exceto os felinos e o chimpanzé Monti, que por enquanto não teriam lugar nessa reserva. As informações são do Diário de Santiago.
Com a proposta formal feita a favor dos felinos, logo que a ONG solicitou por via judicial a Liberação e Traslado do Chimpanzé “Monti” para um reconhecido santuário de primatas, os problemas do estabelecimento seriam praticamente solucionados, enviando uma mensagem positiva ao mundo sobre a predisposição política dos governantes Santiaguenhos a favor dos “direitos animais”.

Nenhum comentário: