sexta-feira, 5 de junho de 2009

MINC : Lula vai arbitrar as divergências entre o Meio Ambiente e setores do governo


As divergências entre o ministro do Meio Ambiente e os colegas do governo serão arbitradas pelo presidente Lula. Segundo Carlos Minc, foi o presidente da República que manifestou essa intenção para ele na terça-feira (2).

“O presidente Lula realmente manifestou para mim que ele achava mais adequado que algumas contradições, que são naturais entre os ministros, quando não houver consenso, que fossem tratadas dentro do ministério e arbitradas por ele. O que deu inteira razão a ele”, afirmou

Ontem (4), o ministro, após encontro com Lula e representantes do movimento Amazônia para Sempre, negou a possibilidade de deixar o cargo por causa das divergências com setores do governo. Na semana passada, Minc reclamou a Lula que alguns ministros “combinam uma coisa e depois vão ao Parlamento, cada um com sua machadinha, patrocinar as emendas que esquartejavam e desfiguravam a legislação ambiental”.

“Firme. Tremei poluidores. Vamos combater o crime ambiental, criar novas unidades de conservação, defender a legislação ambiental brasileira e promover o desenvolvimento sustentável que o Brasil precisa”, disse ao negar a intenção de sair do ministério.
A atriz Cristiane Torloni, uma das representantes do Amazônia para Sempre, saiu em defesa do ministro. “Acho muito complicado perdermos um segundo ministro do meio ambiente em um mesmo governo. Acho que isso não vai ser bom para o Brasil, internamente, e muito menos do ponto de vista internacional. Acho que esse embate tem que se desfazer”, declarou. Em maio de 2008, Marina deixou o comando do Meio Ambiente depois de cinco anos e meio.
*********************************
FONTE : (Envolverde/Agência Brasil) - Crédito da imagem: José Cruz/ABr
© Copyleft - É livre a reprodução exclusivamente para fins não comerciais, desde que o autor e a fonte sejam citados e esta nota seja incluída.

Nenhum comentário: