quinta-feira, 11 de junho de 2009

MANGUEZAIS DE FLORIANÓPOLIS


* Um dos aspectos que assegura a preservação de várias espécimes na Ilha é a existência de mangues, fundamentais para a procriação da animais de pequeno, médio e grande porte. Em Florianópolis há cinco mangues: de Ratones(6,25km), do Rio Tavares(8,22km), do Saco Grande(0,93km), do Itacorubi(1,5km) e da Tapera. Eles se localizam na área do relevo voltada para o continente(costa oeste), onde os declives são menos acentuados e há abundância de planícies. Ao lado oposto da Ilha(costa leste) o declive é mais íngreme, proporcionando o acúmulo de areia, com dunas e praias extensas.

Principais manguezais e situação apontada na obra "Uma cidade numa Ilha", do Cecca (Centro de Estudos, Cultura e Cidadania), da Editora Insular

* Manguezal de Ratones: na bacia hidrográfica do Rio Ratones. Sofreu além do desmatamento, os danos pelas obras de drenagens. Com o objetivo de recuperar seis mil hectares de terras para a agricultura, em 1949, o departamento Nacional de Obras e Saneamento começou trabalho de drenagem com a canalização dos cursos d'água e a construção de comportas para evitar a entrada da água do mar. Atualmente é atravessado pela SC-401 e da sua original sobrou apenas 0,03%.

* Manguezal do Saco Grande: sofre com os aterros ilegais ao longo da SC-401. Toda a área situada a leste da rodovia já foi aterrada e a oeste começa o mesmo processo, justo nesta parte que ainda fica em contato com o mar, sem sofrer o efeito represador da estrada. Recebe esgotos sem nenhum tratamento nos bairros Monte Verde e Saco Grande 2.

* Manguezal do Itacorubi: é o manguezal mais próximo do aglomerado urbano. Sofreu sucessivas reduções para dar espaço à Avenida Beira-Mar Norte, ao aterro sanitário da cidade (atualmente destivado) e ao loteamento Santa Mônica e é o mais atingido pela emissão de esgotos sem tratamento. Recebe os efluentes da bacia do Itacorubi, que drena populosos bairros da cidade.O Manguezal do Itacorubi, na ilha de Santa Catarina, em Florianópolis, considerado um dos maiores mangues urbanos do mundo, possui passarelas e placas informativas para os seus visitantes. Atualmente essa não é a realidade do local, onde as passarelas encontram-se quebradas, com partes em madeira caídas dentro do próprio mangue e as placas informativas encontram-se pichadas e bastante deterioradas pela ação do tempo.
Na Reserva Extrativista da Costeira do Pirajubaé, a caminho do Aeroporto Hercílio Luz, em Florianópolis, é feita a coleta de berbigões pela população local.

* Manguezal do Rio Tavares: é atualmente o maior da Ilha. Teve sua área reduzida principalmente com a implantação da Base Aérea de Florianópolis e do Aeroporto Hercílio Luz, por meio de aterros e drenagens artificiais. A rodovia que atravessa o manguezal no sentido norte-sul forma um dique de represamento das águas da maré, que por causa disso, tem como único acesso o canal principal. O bairro de Carianos é uma das áreas que foram aterradas e na porção leste e sul este manguezal perdeu área pelos desmatamentos e drenagens para ceder lugar às pastagens. Sofre problemas de conservação nas áreas da Costeira e Rio Tavares.

* Manguezal da Tapera: tem sofrido redução de área principalmente em função da drenagem para a formação de pastagens e, mais recentemente, para a construção de moradias. É o único (entre os citados) que não constitui uma unidade de conservação. É protegido apenas pelo Código Florestal e pelo Plano Diretor do Município.

2 comentários:

Unknown disse...

ola amigo:

gostei do teu resumo sobre os manguezais de florianopolis,
Eu sou BIOLOGA com mais de 30 anos de manguezais aqui em Floripa, voce ja deve ter visto alguma coisa de mim.... justamente, fui eu quem criou, desenvolveu o PROJETO DO PARQUE URBANO DO MANGUEZAL, orientando a arquiteta CARLA ZANCHETT...
Eu estou fora do Brasil, trabalhando nos manguezais do PERU, mas acabei de voltar para FLORIPA e gostaria de te conhecer pessoalmente e de repente TE DAR E PARTICIPAR DO TEU BLOG com os meus conhecimentos de manguezais.....
para contacto cmpanitz@hotmail.com
um abraço
dra. clarice maria neves panitz

Noêmia Azevedo disse...

Olha, muito bonito teu trabalho, pessoas como você, fazem diferença no nosso planeta, sou muito a favor dessa causa e estamos juntos, continua teu trabalho pq é maravilhoso, da uma olhadinha no meu: www.ambienteevidaformasparaviver.blogspot.com te aguardo companheiro!