quinta-feira, 23 de setembro de 2010

CRIME AMBIENTAL EM IBIRAQUERA, SC

Corretor é preso em IbiraqueraA construção de quatro casas em uma área de preservação ambiental em Imbituba, no Sul do Estado, resultou na prisão de um corretor de imóveis que representa seis argentinos proprietários das obras. Valdemi Algemiro da Silva prestou depoimento na Polícia Federal em Florianópolis e, depois, foi encaminhado a unidade prisional de Imbituba.

De acordo com o delegado da Polícia Federal, Raimundo Lopes Barbosa, os imóveis, dois concluídos e os outros dois em obras, se localizam em um morro na localidade de Ibiraquera e dentro dos limites da Área de Preservação Ambiental (APA) da Baleia Franca, o que caracteriza as irregularidades.

– A obra foi embargada em 2009 pelo Instituto Chico Mendes de Preservação da Biodiversidade. A fiscalização constatou o descumprimento do embargo e o corretor, que é o representante legal dos donos das obras, foi preso – disse o delegado.

Valdemi Algemiro da Silva vai responder pelos crimes de dano à vegetação em área de preservação, suprimento de vegetação em área de preservação, descumprimento de embargo e permanência em área proibida. Os seis argentinos que vivem em Buenos Aires serão investigados e podem ser indiciados por crimes ambientais. Segundo o delegado eles deveriam ter conhecimento sobre as obrigações ou restrições da obra.

A prefeitura de Imbituba também terá que dar explicações sobre essa obra, já que concedeu um alvará para execução do projeto. A assessoria informou que o Poder Executivo ainda não havia recebido nenhum comunicado da PF sobre o caso e, por isso, não iria se manifestar. O departamento jurídico da prefeitura adiantou que todos os procedimentos envolvendo obras são feitos dentro da lei.
*********************
FONTE : MARCELO BECKER, Imbituba,SC (Diário Catarinense, edição de 23/set/2010)

Um comentário:

Anônimo disse...

Ola...
Moro na região em que esse corretor vulgo MICA foi preso, ele esta simplesmente em nome de interesses financeiros e imobiliarios destruir o lindo cenario que é o MORRO DO ROSA NORTE onde foi feito o embargo.
Inescrupuloso, 4 obras monstruosas destruindo um espaço 100% natural.
O pior de tudo é saber que as leis na prefeitura e na APA existem pra proteção destas areas, mas elementos e secretarias corruptas que deveriam fiscalizar e coibir tornan-se coniventes com esse crime... PUNIÇÃO é tudo que podemos esperar... PROTEGER, FISCALIZAR E DENUNCIAR É A NOSSA OBRIGAÇÃO... NATUREZA É VIDA, CURTA NÃO DESTRUA... ABS...