quinta-feira, 13 de julho de 2017




Resumo diário de notícias selecionadas
dos principais jornais, revistas, sites especializados e blogs,
além de informações e análises direto do ISA
 
 
HOJE:
Amazônia, Energia, Mata Atlântica, Mineração, Mudanças Climáticas, Povos Indígenas, Quilombolas, Resíduos Sólidos, Saneamento
Ano 17
13/07/2017

 

Direto do ISA

 
  Em editorial, o ISA condena republicação de portaria do Ministério da Justiça que cria grupo de trabalho formado por servidores da Segurança Pública para formular propostas sobre a "organização social" de indígenas e quilombolas - Blog do ISA, 13/7.
  
 

Geral

 
  Um bloco de gelo do tamanho do Distrito Federal se deslocou totalmente da plataforma Larsen C, no oeste da Antártida, lançando no mar um dos maiores icebergs já produzidos na região, com uma área de 5.800 km² e peso de 1 trilhão de toneladas. Apesar de esse tipo de desprendimento ser algo natural na Antártida, a rapidez com que ocorreu e o tamanho do iceberg surpreendem e levantam suspeitas de que o aquecimento global possa ter contribuído. Pesquisadores do Projeto Midas, da Universidade de Swansea, no País de Gales, vinham monitorando Larsen C já há vários anos, desde o colapso da Larsen A, em 1995, e do súbito rompimento da Larsen B, em 2002. Desde o início do ano, eles alertam para o rápido avanço da fenda, que atingiu um comprimento de mais de 200 km em junho, deixando o iceberg preso por um fio de gelo de apenas 4,5 km. Imagens do satélite Aqua Modis, da Nasa, comprovaram o desprendimento - OESP, 13/7, Metrópole, p.A20; O Globo, 13/7, Sociedade, p.36.
  "Aproveitando que estava em São Francisco, chefe Almir Suruí, líder dos Paiter Suruí, vestiu seu cocar e seus colares e foi à Google. Precisava proteger a sua terra e o seu povo, escondidos na fronteira entre Rondônia e Mato Grosso, e desconfiava que a melhor maneira de fazer isso era dando-lhes visibilidade. Armados com aparelhos Android, os Paiter Suruí se transformaram em eficazes guardiões das árvores. Eles medem a saúde da floresta e denunciam o desmatamento em tempo real. A parceria com o Google vai além do mapeamento geográfico. Em 'Eu sou Amazônia', há um mapa cultural muito detalhado, em que estão assinalados os eventos que marcaram a história da tribo, as suas várias aldeias e os acidentes geográficos que as cercam, assim como as plantas e os animais que fazem parte desse rico universo", artigo de Cora Rónai - O Globo, 13/7, Segundo Caderno, p.6.
  Alvo de críticas e de um pedido de esclarecimentos enviado pela PGR (Procuradoria-Geral da República), o Ministério da Justiça informou nesta quarta-feira, por meio de sua assessoria, que deverá ser publicada uma nova portaria para substituir a que fala de ações para a "integração social" de índios e quilombolas. A portaria criticada, datada do último dia 6, foi assinada pelo ministro Torquato Jardim e instituiu um grupo de trabalho com a finalidade de "formular propostas, medidas e estratégias que visem à integração social das comunidades indígenas e quilombolas". O grupo seria formado por cinco pessoas, das quais duas eram policiais, um da Rodoviária Federal e outro da Polícia Federal. O grupo, que poderia "convocar e convidar técnicos e servidores para apresentarem análises e relatórios necessários", teria 15 dias para apresentar um "plano de trabalho". Segundo a assessoria, uma nova portaria deverá ser publicada hoje - FSP, 12/7, Poder.
  A presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ), ministra Laurita Vaz, negou pedido de trancamento de uma ação penal contra 19 índios acusados de duplo homicídio no interior do Rio Grande do Sul, supostamente em uma disputa por terras com agricultores locais (RHC 86.305). A defesa dos indígenas argumentou que a falta da tradução da denúncia para o idioma Kaingang, bem como a ausência de perícia antropológica para constatar se eles tinham plena compreensão dos fatos que lhes eram imputados representavam vícios que levariam ao trancamento da ação penal. Segundo a ministra, os argumentos da defesa não autorizam a concessão da liminar - Valor Econômico, 13/7, Legislação & Tributo, p.E1.
  "Boa parte das qualidades que apreciamos no plástico - como a leveza, resistência e durabilidade - faz dele, depois de descartado de maneira incorreta, uma ameaça em potencial à natureza. A imagem tão repetida, no entanto, não reflete mais a realidade, pelo menos no que diz respeito aos setores mais conscientes. Já há algum tempo, desenvolvemos tecnologias que dão conta de reciclar os produtos, garantindo a sustentabilidade do negócio. A verdade é que cuidar do meio ambiente, para os produtores de plástico, se tornou também um excelente negócio. O verdadeiro ganho ocorre quando as empresas compreendem que a sustentabilidade é um diferencial competitivo", artigo de José Ricardo Roriz - O Globo, 13/7, Opinião, p.17.
  
 
Imagens Socioambientais

Nenhum comentário: