terça-feira, 10 de março de 2009

MMA reúne os 19 municípios que mais desmatam em Mato Grosso


A rodada de seminários que o governo federal está promovendo nos estados amazônicos e que abre a Operação Arco Verde chega a Cuiabá, no Mato Grosso, nesta segunda-feira (9). Do encontro participarão representantes de diversas secretarias do governo estadual ligadas à regularização fundiária, ao desenvolvimento econômico e ao meio ambiente, além de prefeitos dos 19 municípios que mais desmatam no Mato Grosso, segundo colocado na lista dos estados com maiores índices de desmatamento, e representantes do setor produtivo e da sociedade civil.

Nesta sexta-feira (6), durante o I Seminário Estadual da Operação Arco Verde, em Belém do Pará, o secretário de Extrativismo e Desenvolvimento Rural Sustentável do Ministério do Meio Ambiente, Egon Krakhecke falou para os prefeitos paraenses que o governo federal tem a intenção de visitar cada um dos 36 municípios da Amazônia Legal, que são alvos da Operação Arco Verde, para acompanhar de perto a necessidade de cada região.

Durante o seminário, Krakhecke afirmou que as políticas a serem desenvolvidas pela operação Arco Verde devem ser trabalhadas em todas as esferas do governo conjuntamente com a sociedade e precisam avançar muito na criação de alternativas econômicas para os municípios. Para o secretário, também é necessário fazer uma lista dos municípios que se destacam com iniciativas de replantio e outras ações que prevalecem o desenvolvimento sustentável.

Representantes do governo federal e estadual, secretários municipais de meio ambiente e técnicos dos ministérios do Meio Ambiente, da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, das Cidades e do Desenvolvimento Agrário, além da Embrapa, Conab e Incra participaram do seminário de abertura da Operação Arco Verde no Pará. O estado foi escolhido para dar início às ações do MMA porque lidera a lista dos campeões em desmatamento, com 12 de seus municípios na lista dos 36 que mais desmatam.

Políticas públicas - Os prefeitos paraenses acreditam que ouvir os municípios e a sociedade facilitará na identificação de políticas públicas para a região e que ajudará a mudar o modelo econômico predatório da floresta, que é usado hoje nessas cidades. Durante o seminário, os prefeitos solicitaram ao governo a disponibilização de profissionais habilitados para auxiliar as cidades na elaboração e formatação de projetos, inclusive para tentar recurso do Fundo Amazônia.

O prefeito de Paragominas, Adnan Demachki, elogiou a operação. No entanto, ele lamentou que o início da Arco Verde não tenha ocorrido junto com as ações da operação Arco de Fogo, em março de 2008.
************************************************
FONTE : (Envolverde/MMA)

Nenhum comentário: