sábado, 7 de março de 2009

ÁGUA DA CASAN VOLTOU AO NORMAL (7/3/2009)


Faturas da Casan entregues na Capital em fevereiro mostravam irregularidade

A água fornecida para Florianópolis pela Companhia Catarinense de Águas e Saneamento (Casan) está novamente dentro dos padrões estabelecidos pelo Ministério da Saúde.

No mês passado, ela apresentava nível de flúor (substância utilizada para prevenir cáries) abaixo do normal e de coliformes totais (bactérias comuns) e de escherichia coli (presente no intestino de animais quentes) acima do ideal. A conta emitida pela estatal avisava os usuários do problema, o que gerou preocupação.

Exames laboratoriais realizados nesta semana a pedido do Diário Catarinense mostraram que os indicadores voltaram ao nível normal.

A água analisada foi coletada no dia 3 deste mês, em uma residência do Bairro Capoeiras. O proprietário do imóvel foi um dos moradores da cidade que recebeu aviso na fatura da Casan alertando que a qualidade da água não estava adequada.

Tanto o resultado apresentado pelo Laboratório Biológico quanto pelo Laboratório Integrado de Meio Ambiente, da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), apontam que os indicadores voltaram ao nível exigido pelo Ministério da Saúde.

No mês passado, ao ser questionada pela reportagem, a Casan informou que somente uma amostra havia apresentado alteração, e que o problema já havia sido solucionado.

– Independentemente do número de amostras com resultados insatisfatórios, temos que dizer que determinado indicador está fora do padrão. Quando isso ocorre, coletamos material no mesmo ponto e em pontos anteriores e posteriores em dias consecutivos, até resolver – frisou Luiz Carlos Gomes, bioquímico da estatal.

De acordo com o gerente de produto e meio ambiente do Laboratório Central de Santa Catarina, Gilberto Alves, os coliformes totais estão presentes no ar, no solo e na água.

Segundo ele, a presença de escherichia coli pode indicar que a água esteve em contato com fezes. O consumo poderia resultar em diarréia ou vômito.
************************************************
FONTE : DC - (edição de 7 de março de 2009, número N° 8368)

Nenhum comentário: