quinta-feira, 11 de março de 2010

Poluição do ar aumenta o risco de doenças cardiovasculares

A exposição à poluição do ar acelera o espessamento das paredes das artérias, que leva a doenças cardiovasculares, dizem os pesquisadores.

O estudo [Ambient Air Pollution and the Progression of Atherosclerosis in Adults] de pesquisadores da Keck School of Medicine da University of Southern Califórnia (USC), em colaboração com parceiros internacionais da Espanha e Suíça, e colegas, na Califórnia, foi publicado na revista PloS ONE.

No estudo, os investigadores descobriram que o espessamento da parede arterial, entre pessoas que vivem num raio de 100 metros (328 pés) de uma rodovia em Los Angeles, avançou duas vezes mais rapidamente do que aqueles que viviam mais longe.

“O fato de que podemos detectar progressão da aterosclerose em relação à poluição do ar, independente de outros fatores de risco bem estabelecidos, indica que fatores ambientais podem desempenhar um papel maior no risco de doenças cardiovasculares do que se suspeitava”, diz o co-autor do estudo Howard N. Hodis, diretor da Unidade de Pesquisa de Aterosclerose e professor de medicina preventiva na Keck School of Medicine.

A aterosclerose, ou enrijecimento e calcificação das artérias, é uma condição que leva a ataques cardíacos, derrames e mortes relacionados.
**************************************
FONTE : Henrique Cortez, do EcoDebate

Nenhum comentário: