terça-feira, 27 de setembro de 2011

Em Outubro a Terra terá 7 bilhões de pessoas

Já está circulando a revista ECO 21 de setembro de 2011. Uma das principais publicações sobre meio ambiente e sustentabilidade no Brasil, a ECO 21 deste mês traz excelentes textos. Veja abaixo do editorial o índice da edição.

Editorial

No final do próximo mês de Outubro, o nosso Planeta albergará 7 bilhões de pessoas. Foi em 1804 que a humanidade atingiu um bilhão. 123 anos depois, chegamos aos 2 bilhões; 45 anos após, éramos 5 bilhões e agora; passados mais 24 anos, receberemos o 7 bilionésimo cidadão da Terra. O ritmo atual de crescimento populacional adiciona em média quase 80 milhões de pessoas por ano, o que significa o número de habitantes somados do Canadá, Austrália, Grécia e Portugal. Esse ritmo de crescimento registra que 97 de cada 100 crianças que nascem no mundo se localizam nos países em desenvolvimento. Esse fator fez com que a população mundial que sofre de fome absoluta aumentará para 925 milhões neste mês.

Uma enorme quantidade de famílias gasta mais da metade dos seus salários somente em alimentação; desde Junho de 2010, mais de 44 milhões de pessoas vivem abaixo da linha de pobreza com quase dois reais por dia devido ao aumento no preço dos alimentos. As mulheres realizam aproximadamente dois terços do trabalho e produzem metade da comida, mas recebem somente 10% dos ingressos mundiais e possuem apenas 1% das propriedades. Mais de 350 mil mulheres (uma a cada 90 segundos) morrem devido a complicações no parto; 99% delas acontecem nos países em desenvolvimento.

Hoje a mão de obra soma, no mundo todo, 620 milhões de jovens; 15% deles estavam desempregados em 2010, o pior número na história. O maior desafio que os governos encontram hoje é o de satisfazer as necessidades dos 7 bilhões de pessoas que habitam a Terra e pensar em soluções para os milhões que virão, protegendo ao mesmo tempo o complexo equilíbrio da natureza, que é a base da vida. A demanda de água, comida e combustíveis aumentará à medida que cresça a população mundial. O homem já alterou o clima do Planeta e a falta de água e terras férteis transformou-se num problema; ao mesmo tempo, a perda de espécies da fauna e flora continua ameaçando o equilíbrio biológico. Nosso futuro coletivo depende da redução dos Gases de Efeito Estufa, da redução do consumo excessivo e de uma maior justiça social. Se não forem tomadas essas medidas, estaremos tão ameaçados de extinção quanto os morcegos que celebram, sem festa, neste 2011, o seu ano internacional de salvação.

Índice

4 Liszt Vieira – O que esperar da RIO+20

6 Cândido Grzybowski – RIO+20: não deixemos passar a hora!

8 João Peres – Ignacy Sachs defende ação dos emergentes na RIO+20

9 José Eli da Veiga – A RIO+20 conseguirá obter bons resultados?

10 José Domingo Guariglia – Entrevista com Michael Renner

12 Marina Grossi – Visão Tropical

14 Jaime Gesisky – Empresas agregam a biodiversidade aos produtos

16 Margi Moss – O projeto Rios Voadores voa de balão na Amazônia

18 Gérard Moss – Flutuando sobre a floresta

20 Marcelo Basso – Pesquisadores estudam CO2 dos rios da Amazônia

21 Valiya Hamza – Descoberto rio subterrâneo sob o Rio Amazonas

22 Felício Pontes – Belo Monte: o Pará colônia

24 Luis Morango – Evo Morales X Amazônia

28 Jorge Eduardo D. de Oliveira – Nova espécie de macaco é encontrada

30 Mercia Ribeiro – Sistema avaliará efeito de mudanças climáticas no mar

32 José Goldemberg – Código Florestal: o que a ciência tem a dizer

34 Fritz Vorholz – A energia do futuro

36 Júlio Ottoboni – O escurecimento global poderá mascarar o aquecimento

39 Daniel Jordano – Frutas da Amazônia podem auxiliar na redução de peso

40 Murilo Gitel – Entrevista com Silvério da Costa

42 Laerte Scanavaca Júnior – O valor da arborização urbana

44 Felipe Sodré – A Revolução Geoespacial e a conservação ambiental

46 Nanci Benigni Giugno – Saneamento para todos é possível

48 Ana Huara – O som sustentável do Rock in Rio 2011

50 Leonardo Boff – A Terra ao se defender faz diminuir o crescimento

********************************8

FONTE : Revista ECO 21

Nenhum comentário: