quinta-feira, 16 de março de 2017




Resumo diário de notícias selecionadas
dos principais jornais, revistas, sites especializados e blogs,
além de informações e análises direto do ISA
 
 
HOJE:
Agrotóxicos, Amazônia, Áreas Protegidas, Biodiversidade, Clima, Energia, Mineração, Povos Indígenas, Quilombolas, Política Socioambiental
Ano 17
16/03/2017

 

Direto do ISA

 
  Levantamento inédito do ISA mostra que grandes interesses econômicos podem sair ganhando com proposta de políticos amazonenses Direto do ISA, 16/3.
  Está no ar o terceiro episódio da série Ribeira Essencial. Depois de conhecer as florestas do Vale do Ribeira com os moradores do Quilombo Ivaporunduva, o designer Marcelo Rosenbaum e seus alunos se juntam aos quilombolas num projeto para transformar um espaço tradicional da comunidade. O resultado é surpreendente! Assista à série, assine a petição e fortaleça a luta dos quilombolas pelo direito à terra! http://www.ribeiravale.org.br Direto do ISA, 16/3.
  Indígenas e povos tradicionais unem-se para discutir gestão e proteção integrada de mosaicos de áreas protegidas do Norte do país Direto do ISA, 16/3.
  Reserva indígena vive situação crítica, com 15 mil pessoas vivendo em 3,5 mil hectares Direto do ISA, 15/3.
  
 

Energia

 
  "Uma nova obra deve surgir nas delações da Operação Lava Jato, no capítulo em que Aécio Neves (PSDB-MG) é citado como possível beneficiário de vantagens de empreiteiras: a usina hidrelétrica de Santo Antônio, da qual a Odebrecht Energia é acionista, junto com a Cemig, empresa controlada pelo governo de Minas Gerais. O PSDB de Minas Gerais diz, em nota, que desconhece o teor das delações. E que reafirma a correção de todas as obras e ações realizadas enquanto o partido comandou o governo do Estado", coluna de Mônica Bergamo FSP, 16/3, Ilustrada, p.C2.
  
 

Mineração

 
  A mineradora Vale reportou um vazamento em um duto de rejeitos de mineração da mina de Fábrica, em Congonhas (MG), na última segunda (13). A empresa afirmou ontem que o problema já foi contido. O rejeito de mineração atingiu córregos e o rio Itabirito. A mineradora afirmou que está apurando as causas da ocorrência FSP, 16/3, Cotidiano, p.B5.
  
 

Áreas Protegidas

 
  O ministro Ricardo Lewandowski, do STF, autorizou ontem a abertura de inquérito para apurar se o ministro Eliseu Padilha (Casa Civil) cometeu crime ambiental na construção de um canal de drenagem no Rio Grande do Sul. A empresa Girassol Reflorestamento, da qual Padilha é um dos sócios, construiu um canal de drenagem no Balneário Dunas Altas, em Palmares do Sul (RS), área de preservação permanente FSP, 16/3, Poder, p.A5; O Globo, 16/3, País, p.10.
  
 

Biodiversidade

 
  Belém reúne em abril chefs e pesquisadores, como Alex Atala e Valdely Kinupp, para falar das plantas alimentícias não convencionais (pancs). Brasília e Manaus recebem eventos distintos sobre o assunto até junho. Para Neide Rigo, o consumo de pancs exercita o olhar para a biodiversidade e outras fontes de alimento, estimulando o trabalho de pequenos produtores. "Passamos a consumir só o que a grande indústria e os supermercados nos oferecem, que em geral vem de monocultura com o uso de agrotóxicos". Tópicos como esses deverão ser abordados no festival É Panc!, que vai juntar em Belém num fim de semana (dias 8 e 9 de abril) chefs, pesquisadores e mateiros para falar de pancs da Amazônia OESP, 16/3, Paladar, p.D2.
  
 

Política Socioambiental

 
  O governo chinês anunciou um grande fundo com recursos para combater a poluição e promover estudos para entender todas as razões que levam as cidades, sobretudo no Norte industrializado do país, a serem cobertas por nuvens tóxicas. No início deste ano, as primeiras semanas foram marcadas por dias cinzentos (até 50 vezes acima dos níveis de concentração considerados limite pela Organização Mundial de Saúde) e filas de pessoas com problemas respiratórios em hospitaisO Globo, 16/3, Sociedade, p.28.
  "Caro presidente Michel Temer, no Congresso, nunca a bancada ruralista teve tanto poder, nem soube tão bem exercê-lo em proveito de suas agendas -que vão do enfraquecimento do licenciamento ambiental a uma nova flexibilização do já permissivo Código Florestal. Seus amigos da Câmara parecem saudosos dos anos 1980, quando o Brasil era um pária internacional devido à violência no campo e ao desmatamento. Com tanto retrocesso, logo não haverá um país para tirar da crise. E as obras de que o PMDB tanto gosta, como grandes hidrelétricas, poderão ficar inviáveis em decorrência da seca. A Lava Jato impõe a necessidade de redesenhar o modelo das obras de infraestrutura no país de forma limpa", artigo de Carlos Rittl FSP, 16/3, Tendências/Debates, p.A3.
  "O risco de os Estados Unidos deixarem o Acordo de Paris existe. Se isso acontecer, outros países já se preparam para ocupar o vácuo, principalmente China e Alemanha, projetando-se como líderes mundiais em tecnologias limpas. Temos que seguir adiante o curso do protagonismo que construímos em ações concretas de mitigação das mudanças climáticas. Não nos faltam desafios nessa área, como o de reduzir urgentemente o desmatamento na Amazônia e no Cerrado, e aumentar em muito a presença das novas energias renováveis em nossa matriz energética. A irresponsável cegueira do presidente Trump na questão climática poderá ter um impacto para o planeta Terra e todas as espécies vivas, inclusive o Homo sapiens, se ultrapassarmos algum limite planetário sem volta", artigo de Carlos Nobre Valor Econômico, 16/3, Opinião, p.A13.
  
 
Imagens Socioambientais

Nenhum comentário: