quinta-feira, 25 de agosto de 2016

Empresa implementa telhas ecológicas em sua fábrica de equipamentos

Telhas ecológicas na cobertura da área de refrigeração da Fábrica de Equipamentos Criogênicos (FEC) da White Martins. Foto: Divulgação
Telhas ecológicas na cobertura da área de refrigeração da Fábrica de Equipamentos Criogênicos (FEC) da White Martins. Foto: Divulgação
A estrutura, que está em fase de testes, é impermeável e promove maior conforto térmico.
Localizada no Rio de Janeiro, a Fábrica de Equipamentos Criogênicos (FEC), da White Martins, está instalando telhas ecológicas na cobertura de suas áreas de maquinários de refrigeração e saídas de zonas de circulação. A estrutura, em fase de testes, não absorve água e reduz em até 30% o calor ambiente no comparativo com telhados tradicionais de fibrocimento, cerâmica ou zinco. A expectativa da empresa é ampliar a aplicação ainda este ano. As telhas poderão ser posicionadas no estacionamento e na estação de reciclagem para baterias e pilhas da unidade.
“As matérias-primas aplicadas estão alinhadas ao nosso programa Desperdício Zero, que visa desviar de aterros sanitários pelo menos 90% dos resíduos gerados em nossas unidades. Já reaproveitamos mais de nove toneladas de caixas de leite, de suco, creme de leite e ervilha desde 2012, quando iniciamos os estudos para aplicação e produção das telhas. Desta forma, transformamos os resíduos do refeitório da unidade em um produto sustentável”, analisa Giovanni Santini Campos, gerente da Fábrica de Equipamentos Criogênicos.
As telhas são produzidas por meio da fusão das embalagens longa vida sob pressão, posteriormente resfriadas. Elas recebem um revestimento de polietileno, contendo alumínio, que é triturado em pequenos fragmentos. A redução do tamanho do material facilita sua fusão e proporciona maior homogeneidade ao produto final.
Após a trituração, o material é disposto em formas para formatação das chapas. Essas formas, repletas de polietileno / alumínio, são introduzidas em prensas utilizadas para a produção de placas de compensado. Após fusão do polietileno, as placas passam por processo de resfriamento, para cura e endurecimento das camadas plásticas. As espessuras podem variar de 4 a 55mm.
Sobre a White Martins
Reconhecida como uma empresa sólida, inovadora e de alto padrão tecnológico, a White Martins está presente em todas as regiões do Brasil há mais de cem anos. Na América do Sul representa a Praxair, multinacional com atuação em mais de 50 países e uma das maiores empresas de gases industriais e medicinais do mundo, além de ser a única do setor a fazer parte do Índice Dow Jones de Sustentabilidade desde 2003.
Seu portfólio de produtos inclui gases atmosféricos (oxigênio, nitrogênio e argônio), gases de processo (gás carbônico, acetileno, hidrogênio, misturas para soldagem), gases especiais e medicinais, equipamentos para aplicação, transporte e armazenamento de gases, soluções para o mercado de gás natural e comercialização de equipamentos oxi-combustíveis e máquinas de corte. (#Envolverde)

Nenhum comentário: