domingo, 20 de maio de 2018

Boticário realiza ações de preservação da biodiversidade e da natureza

A importância da Biodiversidade será lembrada na próxima terça-feira (22/05) no Dia Internacional da Diversidade Biológica, que, nesse ano, ganha força com a celebração dos 25 anos de criação da Convenção-Quadro das Nações Unidas sobre Diversidade Biológica (CDB).
Estabelecida durante a ECO-92 – a Conferência das Nações Unidas sobre Meio Ambiente e Desenvolvimento (CNUMAD), realizada no Rio de Janeiro em junho de 1992 – a CDB é hoje o principal fórum mundial para questões relacionadas ao tema. A própria Convenção define que a biodiversidade é a variabilidade de organismos vivos de todas as origens, compreendendo, entre outros, os ecossistemas terrestres, marinhos e outros ecossistemas aquáticos e os complexos ecológicos dos quais fazem parte; compreendendo ainda a diversidade dentro e entre espécies, e de ecossistemas.
O Brasil é rico em biodiversidade, reflexo dos diferentes biomas encontrados no País. Segundo o biólogo, doutor em Ecologia e membro da Rede de Especialista em Conservação da Natureza, Fabiano Melo, o Brasil detém 15% da biodiversidade mundial e essa variedade é muito significativa, principalmente porque os pesquisadores acreditam que quase 80% dos seres vivos do planeta ainda não foram catalogados e são totalmente desconhecidos. “O grande problema é que estamos destruindo espécies que ainda não foram descritas. Uma variedade imensa de organismos vivos como plantas, bactérias, algas, fungos estão desaparecendo e a recuperação é impossível devido ao desconhecimento dessas espécies”, explica Melo.
“Para a Fundação Grupo Boticário de Proteção à Natureza, as comemorações e o tema ‘diversidade biológica’ são extremamente relevantes, visto que as ações da instituição são alinhadas a prioridades nacionais e mundiais de conservação da biodiversidade, a exemplo da CDB, da Convenção da ONU sobre Mudança do Clima e dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da agenda 2030”, analisa a diretora executiva da instituição, Malu Nunes.
Desde o início de suas atividades, em 1990, a instituição tem como missão promover e realizar ações de conservação da natureza. Exemplo disso são os projetos, ações e apoios que a instituição realiza com foco em todo os biomas, ecossistemas e espécies brasileiras. Segundo Malu, os objetivos da Fundação Grupo Boticário caminham lado a lado com as prioridades da CDB, a exemplo do cumprimento do Plano Estratégico de Biodiversidade para o período de 2011 a 2020, que define as Metas Globais de Biodiversidade para 2020, as chamadas Metas de Aichi.  “Podemos dizer ainda que todos os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) estão direta ou indiretamente ligados com a conservação da biodiversidade; e que ODS relacionados com a biosfera são a base que sustentam o atingimento dos ODS sociais e econômicos. Isto é, conservar a biodiversidade é essencial para a qualidade de vida de todos os seres e à economia”, enfatiza Malu.

Nenhum comentário: