segunda-feira, 17 de outubro de 2016

Porto Alegre: Workshop gratuito aborda arquitetura sustentável

O objetivo é apresentar alternativas para otimizar o uso das fontes de energia e diminuir o impacto no meio ambiente.
Como economizar no consumo de água potável e de energia elétrica para climatização e como diminuir o volume de resíduos encaminhados para aterros sanitários. Como construir uma jardineira para renovar e dar vida às fachadas de prédios e como fazer o tratamento das águas cinza, negras e pluviais, e proporcionar a reutilização para fins não potáveis. Estes são alguns dos temas que serão abordados no dia 22 de outubro, às 9 horas, durante o workshop “Tecnologias Sustentáveis para ambientes urbanos”.
O objetivo é apresentar alternativas para otimizar o uso das fontes de energia e diminuir o impacto no meio ambiente. O workshop é gratuito e integra o calendário da 3ª edição da Semana Lixo Zero em Porto Alegre, evento que traz uma programação para conscientizar ainda mais a população sobre as discussões e reflexões com relação a gestão de resíduos sólidos e o conceito Lixo Zero em diversos segmentos da sociedade.
Ministrado pelo engenheiro agrônomo, João Manuel Linck Feijó e pelos professores, Gino Gehling e Miguel Sattler, o programa destaca assuntos como a gestão descentralizada do lixo urbano com soluções de compostagem, técnicas de reuso de água em prédios, muro de arrimo vegetado, sistemas de banheiros secos, apresentação prática de pavimento permeável e tecnologia de boca de lobo com separação de sólidos, além da dissertação do representante da Safeweb, Luiz Carlos Zancanella, sobre o projeto Ecobarreira Arroio Dilúvio. “Nos preocupamos com a questão ambiental e todas suas particularidades. Ficou fácil acharmos uma conexão com a Semana Lixo Zero, que faz um trabalho incrível de conscientização e educação ambiental”, comenta João.
Após a apresentação, será feita uma visita guiada para os participantes conhecerem, na prática, como funcionam algumas soluções sustentáveis e como podem ser aplicadas no dia-a-dia. O workshop acontece na sede da Ecotelhado (Rua Erechim, 330 – Bairro Nonoai) e as inscrições gratuitas podem ser feitas pelo e-mailbia@ecotelhado.com.br.
A Ecotelhado
Com a missão de devolver o verde para os centros urbanos, a Ecotelhado nasceu em 2005, desenvolve e fornece produtos e serviços criativos e sustentáveis, com o objetivo de diminuir os danos ambientais causados pelo crescimento populacional, pela falta de planejamento e poluição das grandes cidades. Premiada como marca mais lembrada em telhados verdes e jardins verticais pela Green Building por três anos consecutivos, a Ecotelhado tem sede em Porto Alegre e parceiros atendendo em todo o brasil.
A Semana Lixo Zero 
Nasceu no Estado de Santa Catarina há quatro anos e hoje é realizada em diversas cidades do mundo. Chegou ao Brasil por meio do Instituto Lixo Zero Brasil, instituição sem fins lucrativos, sediada em Florianópolis e fundada em 2010. Por meio de fóruns, congressos, conferências, cursos e intervenções a campanha atingiu mais de 25 mil pessoas.
Faz parte da Zero Waste International Alliance (ZWIA), movimento internacional de organizações que disseminam o conceito e princípios Lixo Zero no mundo. Em 2015, a Semana Lixo Zero abrangeu dois países, seis capitais e 20 cidades brasileiras, entre elas Porto Alegre. Foram cerca de 800 eventos e 22 mil pessoas sensibilizadas. No Brasil, as cidades que participam do projeto são Porto Alegre, Curitiba, Florianópolis, São Paulo, Pelotas, São José dos Campos, Capivari, Tubarão, Balneário Camboriú e Joinville. 
Os ministrantes
João Manuel Linck Feijó
Possui graduação em Agronomia pela UFRGS (Universidade Federal do Rio Grande do Sul). Empresário da Construção Civil –  diretor da Ecotelhado; Criador dos sistemas de infra-estrutura verde da Ecotelhado; Incentivador da Infra Estrutura Verde Urbana como instrumento eficaz do aumento da biodiversidade; Idealizador da Campanha: Telhados Verdes – Cidades Saudáveis; Representante brasileiro da WGIN (World Green Infrastructure Network); Presidente da ATVBRASIL – Associação Telhados Verdes Brasil.
Miguel Aloysio Sattler
Possui graduação em Engenharia Civil pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul e em Agronomia, pela mesma universidade. Obteve o seu doutorado pela University of Sheffield (1987) e pós-doutorado pela University of Liverpool, ambos em Ciências Ambientais Ligadas à Edificação. Trabalhou por mais de 15 anos na Fundação de Ciência e Tecnologia – CIENTEC e há mais de 20 anos atua junto ao Programa de Pós-Graduação em Engenharia Civil, da UFRGS, onde atualmente é Professor Associado. Possui experiência na área de Engenharia Civil, com ênfase em Edificações e Comunidades Sustentáveis, atuando nos seguintes temas: Sustentabilidade, Construções Sustentáveis, Engenharia Urbana Sustentável, Conforto Ambiental e Habitação Popular, atuando conjuntamente em pesquisa, ensino e extensão.
Gino Gehling
Possui graduação em Engenharia Civil pela Universidade Católica de Pelotas, mestrado em Recursos Hídricos e Saneamento Ambiental pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (1985), especialização em Engenharia Sanitária pelo Institut Catalá de Tecnología e doutorado em Ingeniería Ambiental – Universitat Politecnica de Catalunya (1995). Atualmente é professor associado da Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Tem experiência na área de Engenharia Sanitária, com ênfase em Tratamento de Águas de Abastecimento, atuando principalmente nos seguintes temas: resíduos sólidos, coleta e tratamento de águas residuárias, estação de tratamento de esgoto e reator sequencial em batelada.
(#Envolverde)

Nenhum comentário: