quarta-feira, 9 de fevereiro de 2011

FLORIANÓPOLIS : as tartarugas do Projeto Tamar podem ser visitadas durante toda a temporada

Em cativeiro, as tartarugas do Projeto Tamar podem ser visitadas durante toda a temporada. Tranquilas, poligâmicas e adoram água quente. Preferem a solidão e sua mordida é a segunda mais forte entre os répteis. As 10 tartarugas marinhas que vivem na base do Projeto Tamar, na Barra da Lagoa, Leste da Ilha de SC, podem ser visitadas todos os dias no verão.

O centro de visitantes fica na área da base e auxilia no trabalho de conscientização e educação ambiental. Os pescadores são parceiros do projeto e avisam quando encontram alguma tartaruga na praia para que os biólogos recolham o animal.

Uma sala de vídeo e exposições, espaço para shows, espaço infantil e loja fazem parte do centro. O local conta com cinco tanques de observação com exemplares de tartarugas marinhas que desovam no Brasil.

– É a piscininha de “taltalga”– explica Giovana Romanzini, de três anos, para sua mãe, a bancária Juliana Romanzini, 28 anos, de Curitiba.

– A Gigi só conhecia tartaruga por desenho. É importante ela aprender a preservar a natureza – diz Juliana.

Giovana alimentou a tartaruga da espécie Oliva, com a orientação do tratador oficial, o ex-padeiro Alexandre Mathias Rocha, 36 anos, que prefere a atual profissão:

– Tartarugas não reclamam!

Centro de visitantes

- O que faz: funcionam como núcleos de sensibilização e educação ambiental, além de oferecer lazer
- Visitação: até 13 de março – todos os dias, das 10h às 19h
- Alimentação interativa: todos os dias, às 11h30min e às 16h
- Visita monitorada: todos os dias, às 10h30nim e às 17h
- Ingresso: R$ 8 e R$ 4 para estudantes com carteira, crianças até 12 anos e pessoas acima de 60 anos. Crianças até 1,20m de altura não pagam.
- Escolas: gratuito para as públicas e taxa a combinar para escolas particulares. Visitação e taxas com Camila através do (48) 3236-2015.
- Endereço: rua Professor Ademir Francisco s/n, Barra da Lagoa.
- Mais informações: www.tamar.org.br
********************
FONTE : Diário Cataronense, edição de 9/2/2011.

Nenhum comentário: