sexta-feira, 12 de janeiro de 2018




Resumo diário de notícias selecionadas
dos principais jornais, revistas, sites especializados e blogs,
além de informações e análises direto do ISA


HOJE:
Amazônia, Energia, Mudanças Climáticas, Política Socioambiental, Povos Indígenas
Ano 17
12/01/2018


Direto do ISA



Fevereiro socioambiental no STF

Territórios quilombolas, Unidades de Conservação, demarcação de Terras Indígenas e Código Florestal voltam à pauta do Supremo Tribunal Federal no mês que vem - Direto do ISA, 11/01.

 


Amazônia



Cultivo de soja em área desmatada da Amazônia cresceu 27%

Os dados, divulgados ontem (10/01) no MMA, integram a Moratória da Soja, iniciativa entre produtores, indústria processadora da oleaginosa e governo, com base em imagens de satélite que mapeia desde 2006 áreas desmatadas nos 89 municípios que produzem soja na Amazônia Legal . Segundo Bernardo Rudorff, da Agrosatélite, empresa que faz os levantamentos por satélite junto com o Inpe, a expansão de área de soja, ainda que "muito pequena", está relacionada ao aumento do plantio da cultura na região amazônica - a área cultivada com soja na Amazônia Legal triplicou para 4,5 milhões de hectares desde a safra 2006/07, quando foi lançada a moratória - Valor Econômico, 11/01, Agronegócios, p.B10; OESP, 11/01, Metrópole, p.A10.

Está na hora do desmatamento zero

"A economia baseada no desmatamento não contribuiu para melhorar a situação econômica da população da Amazônia. As pessoas fizeram sacrifícios enormes e comprometeram sua qualidade de vida ao substituir uma floresta exuberante por cidades caóticas e afetadas por fumaça de queimadas. Contudo, os benefícios desse crescimento com base no desmatamento foram colhidos apenas por uma fração pequena de indivíduos e empresas", artigo de Beto Veríssimo - Época, 11/01.

 


Energia



A reabilitação das usinas hidrelétricas

"Algumas medidas saneadoras como a privatização de subsidiárias da Eletrobrás estão sendo tomadas, mas o problema essencial ainda não foi enfrentado: como produzir eletricidade a custos baixos sem criar problemas ambientais? A resposta é simples: ampliar o parque gerador de usinas hidrelétricas com reservatórios suficientes para enfrentar períodos de seca como tem ocorrido no passado. Nesta área o país tem ampla experiência e engenharia suficiente para realizar grandes obras como Itaipu e há ainda muitas outras usinas hidrelétricas a construir", artigo de José Goldemberg - Valor Econômico, 12/01, Opinião, p.A9.

 

OUTRAS NOTÍCIAS

Dez evidências conclusivas para apresentar aos amigos no bar de que mudança climática é real
Encontro de Mulheres Indígenas da região do baixo rio Tapajós: pelos direitos, pela cultura e pelas tradições
UFSC encaminha carta ao governador solicitando políticas públicas relacionadas aos povos indígenas
APIB: Pelo fim do racismo institucional e da violência contra os povos indígenas

Nenhum comentário: