sexta-feira, 9 de setembro de 2016

1.5°C, o recorde que não devemos quebrar


No Acordo de Paris pelo clima do Planeta, o mundo se comprometeu a fazer esforços para evitar que o aquecimento global ultrapasse 1,5°C.
Não cumprir essa meta trará riscos significativos à sobrevivência de nações-ilhas como Kiribati, Maldivas e Tuvalu, a regiões costeiras como o Delta do Mekong, Flórida e sul de Bangladesh e cidades costeiras como o Rio de Janeiro, Santos e Recife.
1,5°C é também o apelo daqueles que participam do maior evento esportivo do planeta. Enquanto muitos recordes devem ser quebrados, atletas de todo o mundo unem-se para pedir que o recorde de 1,5°C não seja quebrado.
Com base em sua própria experiência, esportistas têm grande legitimidade para falar dos desafios e dos benefícios de lutar por um aumento da temperatura abaixo de 1,5°C. Por isso, eles são as estrelas da campanha 1,5°C: o recorde que não devemos quebrar.
(Observatório do Clima/ #Envolverde)

Nenhum comentário: