sábado, 30 de julho de 2016

Universitários criam inovações para acesso à água

Desafio Ambev selecionou projetos do Ceará, Minas Gerais e Rio Grande do Norte. O vencedor receberá R$ 30 mil para desenvolver o projeto que será executado pela cervejaria. 
São Paulo, julho de 2016 – A Ambev anunciou na sexta-feira (22), em Florianópolis, na Conferência Mundial de Empresas Juniores 2016 (JEWC 2016), os três finalistas do Desafio Ambev. A iniciativa convocou 311 empresas juniores a pensarem em uma solução inovadora para resolver um problema que afeta grande parte do Brasil: a falta de acesso à água potável. Entre os finalistas estão: Ciclo Jr, da UFC de Fortaleza, EMAS Jr, da UFMG de Belo Horizonte, e NuTEQ, da UFRN de Natal.
O projeto da empresa júnior Ciclo Jr. propõe uma oca sustentável, estrutura de bambu que usa plantas e calor para tornar água de reuso potável. A EMAS Jr. pensou em um plano de dessalinização por destilação solar e bombeamento a energia solar. Já a NuTEQ sugere a construção de uma estrutura que retira água do ar por meio de orvalho e umidade. “Desde 2012 contamos com o apoio da Ambev, essa parceria permite que os universitários desenvolvam projetos de grande impacto social e, dessa forma, se transformam na chave para construir um país mais competitivo, ético educador e colaborativo”, afirma Pedro Rio, presidente da Brasil Junior.
Em setembro, os finalistas visitarão uma região do Brasil afetada pela escassez hídrica. No mesmo mês, a empresa júnior vencedora será anunciada. O grupo ganhador receberá um aporte de R$ 30 mil da Ambev para desenvolver o projeto, que será executado pela cervejaria.  “Nosso objetivo com o Desafio Ambev é encontrar possíveis soluções para a falta de água e engajar a geração que será, num futuro próximo, responsável por tomar as decisões que vão definir nosso país”, declara Renato Biava, diretor de relações corporativas, sustentabilidade e comunicação da Ambev. (#Envolverde)

Nenhum comentário: