quinta-feira, 16 de fevereiro de 2017




Resumo diário de notícias selecionadas
dos principais jornais, revistas, sites especializados e blogs,
além de informações e análises direto do ISA
 
 
HOJE:
Amazônia, Belo Monte, Biodiversidade, Cidades, Clima, Mineração, Povos Indígenas
Ano 16
16/02/2017

 

Belo Monte

 
  A Polícia Federal deflagrou hoje a operação Leviatã para cumprir seis mandados de busca e apreensão expedidos pelo STF (Supremo Tribunal Federal). Eles estão sendo cumpridos no Rio de Janeiro, em Belém e Brasília nas residências dos investigados e em seus escritório de trabalho. Entre os alvos das buscas estão Márcio Lobão, filho do senador Edison Lobão (PMDB-MA), e o ex-senador Luiz Otávio de Oliveira Campos, do Pará. Elas são referentes a um inquérito instaurado a partir de provas obtidas na Operação Lava Jato. Segundo nota da PF, a operação é consequência de um inquérito que apura pagamento de propina de 1% do valor das obras de Belo Monte, no Pará, a dois partidos políticos. O dinheiro teria sido pago por parte das empresas do consórcio construtor Folha Online, 16/2, Poder.
  
 

Mineração

 
  O governo federal planeja rever as restrições à atividade de mineração em zonas de fronteira. A ideia é que a mudança atraia mais investimentos no setor e aumente a produção mineral no país. A novidade fará parte do pacote de anúncios que autoridades brasileiras levarão a investidores estrangeiros durante evento global de mineração que ocorre em março no Canadá. O presidente do Serviço Geológico do Brasil (CPRM), Eduardo Ledsham, que atuou por 29 anos na Vale e que assumiu a CPRM há seis meses, cita como exemplo de área com potencial minerador a região conhecida como Cabeça do Cachorro, no extremo norte do Estado do Amazonas. "É um ambiente polimetálico com nióbio, cobre, tântalo, ouro. Mas hoje tem a restrição na mineração em zona de fronteira" Valor Econômico, 16/2, Brasil, p.A2.
  As novas regras sobre segurança de barragens de mineração colocadas em audiência pública pelo Departamento Nacional de Produção Mineral (DNPM) devem tornar mais rigorosa e ampla a gestão dessas unidades, usadas para depósito de rejeitos e sedimentos. A revisão de duas portarias do DNPM sobre o tema (416/2012 e 526/2013) foi impulsionada pelo desastre com a barragem de Fundão, da Samarco, em Mariana (MG). A avaliação de especialistas é que as propostas almejam restabelecer a confiança no setor mediante rigorosa gestão de riscos e buscam garantir à sociedade civil maior controle das barragens existentes e de novas barragens Valor Econômico, 16/2, Brasil, p.A2.
  
 

Cidades

 
  O prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB), planeja conceder parques e mercados à iniciativa privada em lotes. A empresa vencedora assume um parque líder, como o Ibirapuera, e outros periféricos. Além do Ibirapuera, são unidades principais os parques da Aclimação, Alfredo Volpi, do Povo e do Carmo. Para cada um deles, serão separados lotes com mais cinco parques da periferia. Desse modo, quem vencer terá de assumir os seis do pacote. O mesmo formato dos parques valerá para os 16 mercados municipais. Os líderes, segundo ele, serão o Mercadão, no centro; o da Lapa e o de Pinheiros, ambos na zona oeste. No caso dos mercados, os permissionários atuais serão convidados a se tornar microempreendedores para que possam participar dos processos de licitação OESP, 16/2, Metrópole, p.A21.
  
 
Imagens Socioambientais

Nenhum comentário: