sábado, 7 de novembro de 2015

Clube noturno de hotel em Dubai explora milhares de animais marinhos

07 de novembro de 2015 

(da Redação da ANDA)
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação
A ONG People for the Ethical Treatment of Animals (PETA) criticou um novo clube submarino do Hotel Atlantis em Dubai, afirmando que o mesmo explora 65 mil espécies confinadas no chamado “Lost Chambers Aquarium”. As informações são do Arabian Business.
“Festas ruidosas e animais cativos são uma péssima combinação”, disse a organização ao Arabian Business.
O Deep Under é um conceito de boate mensal lançado no Atlantis no dia 22 de outubro.
Uma noite a cada mês, o Lost Chambers Aquarium que fica debaixo do hotel se transforma em um clube noturno com capacidade para 450 pessoas, incluindo bar, cabine de DJ e pista de dança.
Os frequentadores ficam cercados por mais de 65.000 espécies aquáticas, dentre elas arraias, tubarões, filhotes de jacarés e uma infinidade de animais marinhos.
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação
No entanto, o PETA tem se manifestado contra o conceito – acusando-o de cruel para com os animais – e apela aos apreciadores do local para que se dirijam a outros lugares para seu entretenimento noturno.
Em uma declaração ao Arabian Business, um porta-voz do PETA disse: “Instalações como esta têm um grande impacto negativo sobre os animais que estão lá. Os animais podem ficar extremamente agitados durante esses eventos, e até mesmo atacar uns aos outros devido à frustração”.
Segundo a organização, especialistas declaram que o ruído antropogênico em níveis altos pode afetar o comportamento e ferir fisicamente, bem como mascarar importantes sons naturais dos quais os animais dependem e alterar as suas funções psicológicas.
“Pessoas bondosas irão a quaisquer outros lugares – não há nenhuma diversão ou entretenimento em assistir a esses angustiados animais em tanques que são apenas uma pequena fração do tamanho de seu habitat natural”, acrescenta a ONG.
O Atlantis Hotel declinou em comentar as críticas ou prover informações sobre que medidas estaria tomando para minimizar os potenciais danos aos animais devido ao barulho e às vibrações da música.

    Nenhum comentário: