quinta-feira, 24 de setembro de 2015

Relatório sobre os impactos da exploração de urânio será lançado em Caetité e Lagoa Real


radiação

Por Zoraide Vilasboas, in EcoDebate.
O Impacto Radiológico da Mina de Urânio da INB em Caetité (BAHIA/BRASIL) é o título do relatório sobre a investigação dos impactos ambientais da exploração de urânio feita pelo engenheiro em física nuclear, Bruno Chareyron, da França, que será lançado no próximo fim de semana em Lagoa Real e Maniaçu, distrito de Caetité. O documento será lançado também na sede do município, segunda-feira (28 de setembro), às 9h, no auditório da UNEB, num evento aberto ao público promovido pela Comissão Paroquial de Meio Ambiente (CPMA).
Bruno Chareyron dirige o laboratório da Comissão de Pesquisa e Informação Independente sobre a Radioatividade (CRIIRAD), sediado na França, instituição não vinculada ao governo, aos operadores de energia nuclear e a partidos políticos, que atua com sete engenheiros e técnicos especializados em medição de radiação no ambiente. O objetivo da CRIIRAD é melhorar a informação e a proteção das pessoas contra os efeitos das radiações ionizantes. Por isto mesmo, o cientista francês veio avaliar a atividade nuclear na Bahia, num projeto de cooperação internacional vinculado ao projeto EJOLT, coordenado pela Universidade Autônoma de Barcelona e realizado em parceria com a FIOCRUZ, Movimento Paulo Jackson, CPT e CPMA e apoio da instituição alemã Médico Internacional.
AVALIAÇÃO DA CONTAMINAÇÃO
O trabalho investigativo da CRIIRAD incluiu duas viagens a Caetité, (2012 e 2014), quando o cientista francês participou de uma oficina sobre monitoramento comunitário, coletou amostras de solo, de águas, subterrânea e de chuva, e fez medição de radiações ionizantes, em áreas afetadas por atividades de prospecção e em locais potencialmente atingidos por poeira, ou contaminados por infiltração. Também ministrou treinamento de monitoração ambiental a trabalhadores da INB e a moradores do entorno da mina de urânio. As amostras de água e solo foram analisadas pelos laboratórios CRIIRAD, LDA26 e EICHROM (todos franceses)
O primeiro lançamento será em Lagoa Real sábado próximo (26 de setembro) às 9 horas, no Centro Pastoral da Lagoa Real . No domingo seguinte (27 de setembro) acontecerá em Maniaçu, também as 9 horas, na subsede do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Caetité, naquele distrito. Os três eventos contarão com a presença do doutor em Saúde Pública pela FIOCRUZ, Renan Finamore, que apresentará sua tese “Riscos, saúde e alternativas de produção de conhecimentos para a justiça ambiental: o caso da mineração de urânio em Caetité, BA”. Renan participou do trabalho da CRIIRAD e em sua tese, concluída este ano, faz uma reflexão crítica sobre a importância da produção de conhecimentos, que valorizem e incorporem o saber das pessoas atingidas por processo industriais, a fim de possibilitar uma compreensão melhor e contextualizada dos riscos tecnológicos complexos e suas implicações para o ambiente e a saúde humana.
Por Zoraide Vilasboas, jornalista da Coordenação de Comunicação da ASSOCIAÇÃO MOVIMENTO PAULO JACKSON-Ética, Justiça, Cidadania.
Colaboração de Ione Rochael, in EcoDebate, 24/09/2015

Nenhum comentário: