quarta-feira, 30 de setembro de 2015

Filhotes de tigres são forçados a permanecer com turistas na piscina em zoológico da Flórida

30 de setembro de 2015

(da Redação da ANDA)
Foto: Daily Mail
Foto: Daily Mail
Um zoológico na Flórida (EUA) está cobrando 200 dólares para visitantes nadarem com um filhote de tigre por 30 minutos – forçando os animais a ficarem na água continuamente e mediante o uso de gestos truculentos. As informações são da Care2.
Ser forçado a entrar em uma piscina com estranhos é algo angustiante para filhotes de tigres. Esses animais, que também foram separados de suas mães muito jovens, sentem estresse e medo ao serem forçados a se encontrar com pessoas.
Animal acuado é levado para entrar na piscina com visitantes. Foto: Daily Mail
Animal acuado é levado para entrar na piscina com visitantes. Foto: Daily Mail
Filhotes foram vistos chorando enquanto tentavam escalar a parede da piscina para pular para fora da água, quando um treinador o impediu de escapar. A ONG PETA documentou um tratador no estabelecimento que afundou um filhote puxando-o pela cauda para contê-lo na piscina, e no momento de tirá-lo do local, igualmente puxou o pequeno animal, desta vez pelo seu braço direito, como se o mesmo fosse uma coisa sem vida.
Filhotes foram vistos chorando e tentando sair da piscina. Foto: Daily Mail
Filhotes foram vistos chorando e tentando sair da piscina. Foto: Daily Mail
Tais atividades são cruéis e inaceitáveis. O Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA) entrou com uma ação contra o zoológico por maus tratos a animais, mas a empresa, que pertence ao grupo Dade City’s Wild Things, respondeu afirmando que continuará fazendo isso “até que a Suprema Corte ou Deus venham e lhes digam para parar”.
A expressão do filhote fala por si. Foto: The Petition Site
A expressão do filhote fala por si. Foto: The Petition Site
Esses animais estão em uma idade na qual deveriam estar com suas mães, e não serem explorados para gerar lucro monetário como objetos de entretenimento.
Estão sendo criadas petições para enviar uma mensagem ao zoológico “Wild Things”, demandando que pare imediatamente com esse comércio. Segundo a Care2, se um número grande de pessoas se manifestar, pode-se convencer os donos do estabelecimento de que o público não quer ver esse tipo de exploração. Assine a petição .
Foto: Big Cat Rescue
Foto: Big Cat Rescue

Nenhum comentário: