domingo, 30 de agosto de 2015

DESABRIGADOS : Abandono de animais causa grande preocupação no RS

29 de agosto de 2015 Voluntários da Viralate contam com a ajuda da comunidade na defesa dos animais. Foto: Divulgação

Voluntários da Viralate contam com a ajuda da comunidade na defesa dos animais. Foto: Divulgação
O abandono de pequenos animais domésticos, principalmente cães e gatos, está causando grande preocupação. Só na Feliz (RS), em questão de cinco dias, nove filhotes de cachorrinhos, de aproximadamente três meses, foram abandonados no Vale do Hermes (RS).
Conforme a psicóloga Naiara Battaglion Fochs, coordenadora da organização comunitária Viralate, só entre dezembro do ano passado e março deste ano ocorreram 66 situações envolvendo animais nos municípios da Feliz, Bom Princípio e Vale Real, onde a entidade atua faz um ano e meio. E agora a preocupação aumentou com estes dois últimos casos na Feliz, onde uma ninhada de seis cãezinhos foi abandonada no último sábado e outra de mais três na quinta-feira passada.
Os voluntários da Viralate têm procurado ajudar na medida do possível. “Não temos um canil. Quando resgatamos pedimos para as pessoas ajudarem com um lar temporário, até que os animais possam ser adotados. E neste período a associação garante alimentação e assistência veterinária”, informa Naiara. Além dos casos de abandono, também tem os de vítimas de maus-tratos, que são encontrados doentes, sem água ou comida, ou que sofreram acidente. Em alguns ocorrem registros policiais, já que o crime de maus-tratos está previsto em lei. Ontem, por exemplo, houve o caso de uma cadela que foi abandonada após o tutor se mudar e deixar o animal.
O principal foco da Viralate é no encaminhamento de castrações com baixo custo. Através de convênio com uma veterinária, as castrações são feitas com valor mais acessível. Como a associação não recebe recursos do poder público, depende do auxílio da comunidade através de doações, como carnê e depósitos, e também da venda de camiseta, pantufas, lenços e outros produtos.
Fonte: Fato Novo.

Nenhum comentário: