segunda-feira, 28 de setembro de 2020

Mudanças Climáticas: O Ártico está em transição para um novo estado climático

Os padrões climáticos nas latitudes superiores sempre variaram de ano para ano, com mais ou menos gelo marinho, invernos mais frios ou mais quentes e estações mais longas ou mais curtas de chuva em vez de neve. Mas uma nova pesquisa feita por cientistas do Centro Nacional de Pesquisa Atmosférica ( NCAR ) descobriu que o Ártico se aqueceu tão significativamente que sua variabilidade de ano para ano está se movendo para fora dos limites de quaisquer flutuações anteriores, sinalizando a transição para um “novo Ártico “regime climático. “A taxa de mudança é notável”, disse a cientista do NCAR Laura Landrum, principal autora do estudo. “É um período de mudanças tão rápidas que as observações dos padrões climáticos anteriores não mostram mais o que você pode esperar no próximo ano. O Ártico já está entrando em um clima completamente diferente do que apenas algumas décadas atrás.” Landrum e sua co-autora, a cientista do NCAR Marika Holland, descobriram que o gelo marinho do Ártico derreteu de forma tão significativa nas últimas décadas que mesmo um ano excepcionalmente frio não terá mais a quantidade de gelo marinho de verão que existia até meados do século 20 . As temperaturas do outono e inverno também serão quentes o suficiente para entrar em um clima estatisticamente distinto em meados deste século, seguido por uma mudança sazonal na precipitação que resultará em meses adicionais em que a chuva cairá em vez de neve. Landrum e Holland usaram centenas de simulações de computador detalhadas, bem como observações das condições climáticas do Ártico. A vasta quantidade de dados permitiu-lhes definir os limites climáticos do “antigo Ártico” – ou quanta variabilidade pode ocorrer naturalmente de ano a ano – e identificar quando o aquecimento causado pelo homem empurrará o Ártico para além desses limites naturais e em um novo clima. A mudança climática tem consequências enormes e abrangentes para os ecossistemas, gestão de recursos hídricos, planejamento de inundações e infraestrutura. Fonte: US National Science Foundation* Referência: Landrum, L., Holland, M.M. Extremes become routine in an emerging new Arctic. Nat. Clim. Chang. (2020). https://doi.org/10.1038/s41558-020-0892-z Tradução e edição de Henrique Cortez, EcoDebate. in EcoDebate, ISSN 2446-9394, 24/09/2020

Nenhum comentário: