quarta-feira, 16 de setembro de 2020

Mais de 90% das áreas protegidas estão fragmentadas

O desmatamento em andamento para agricultura, mineração e urbanização está isolando e desconectando as áreas naturais protegidas da Terra umas das outras, mostra um novo estudo. University of Queensland* A autora principal, Michelle Ward, da Escola de Ciências da Terra e Ambientais da Universidade de Queensland, disse que as descobertas são “alarmantes”. “As áreas protegidas são vitais para a proteção e sobrevivência de plantas, animais e ecossistemas”, disse a Sra. Ward. “Quando um habitat saudável e intacto conecta essas áreas protegidas, as espécies podem migrar, escapar de perigos como incêndios e rastrear seus microclimas preferidos sob as rápidas mudanças climáticas. “Nossa pesquisa mostra que 40 por cento do planeta terrestre está intacto, mas apenas 9,7 por cento da rede terrestre protegida da Terra pode ser considerada estruturalmente conectada. “Isso significa que mais de 90 por cento das áreas protegidas estão isoladas, em um mar de atividades humanas.” O estudo mostra que, em média, 11 por cento do patrimônio de cada país e território pode ser considerado conectado. De acordo com acordos internacionais, a rede global de áreas protegidas deve estar bem conectada e cobrir 17 por cento da terra. O estudo revelou, no entanto, que apenas nove países e territórios – 4,6 por cento deles – têm mais de 17 por cento de suas terras protegidas e mantêm mais de 50 por cento de conectividade. “Em uma nota positiva, nosso estudo fornece uma estrutura comum – anteriormente ausente – para países e territórios para avaliar o desempenho da conectividade de suas áreas protegidas existentes e futuras, com acesso a informações e métricas”, disse a Sra. Ward. O professor James Watson da UQ e da Wildlife Conservation Society disse que a pesquisa destacou a importância de melhor localizar as futuras áreas protegidas e a necessidade de mais ênfase na proteção e restauração de habitat em larga escala. “As áreas protegidas estão se tornando cada vez mais a única ferramenta sobre a qual os conservacionistas falam, mas a maioria da natureza vive além dos limites da área protegida”, disse o professor Watson. “Precisamos de metas de conservação nacionais e globais que abordem a conservação de toda a paisagem e alvos que impeçam a destruição do habitat entre as áreas protegidas. “A maior parte da natureza não tem chance de sobreviver em apenas 20 por cento do mundo. “Esperamos que este estudo forneça informações essenciais para o planejamento de conservação e desenvolvimento, ajudando a orientar as futuras agendas de conservação nacionais e globais.” Referência Ward, M., Saura, S., Williams, B. et al. Just ten percent of the global terrestrial protected area network is structurally connected via intact land. Nat Commun 11, 4563 (2020). https://doi.org/10.1038/s41467-020-18457-x * Tradução e edição de Henrique Cortez. in EcoDebate, ISSN 2446-9394, 14/09/2020

Nenhum comentário: