terça-feira, 24 de novembro de 2020

Ecofuturo registra gambá-da-orelha-preta com filhote no Parque das Neblinas

A espécie foi flagrada por câmeras implantadas na reserva O Instituto Ecofuturo, organização sem fins lucrativos mantida pela Suzano e responsável pela gestão do Parque das Neblinas, registrou na reserva uma “família” de gambás-da-orelha-preta (Didelphis aurita), também conhecidos como saruê. O flagra foi feito por meio de armadilhas fotográficas (câmeras trap) e, no vídeo, é possível ver a mãe passeando com os seus filhotes, todos pendurados em suas costas. No Brasil, existem duas espécies de saruê: o gambá-de-orelha-branca e o gambá-de-orelha-preta. Ambos pertencem à família dos marsupiais, assim como os coalas e cangurus. O animal flagrado no Parque possui hábitos noturnos e gosta de se refugiar em ocos de árvores. É onívoro e, por isso, possui um amplo hábito alimentar, comendo raízes, frutas, vermes, insetos, moluscos, anfíbios, lagartos e aves, por exemplo. O Cerdocyon thous, conhecido como cachorro-do-mato, também foi registrado recentemente na área. A espécie, encontrada por toda a América do Sul, costuma caminhar sozinha pelas matas e procura tocas ou árvores ocas para se abrigar e descansar. As câmeras do Parque das Neblinas, instaladas e manuseadas pela própria equipe de guarda-parques do Instituto Ecofuturo, já registraram diversos animais, como gato-mourisco, anta, veado, irara, cateto, entre outros. Em outra ocasião, uma onça-parda foi flagrada também circulando com suas crias. As cenas capturadas reforçam o importante papel exercido pelo Parque das Neblinas para a região e para proteção da biodiversidade, e indicam o impacto positivo do trabalho de restauração e conservação realizado pelo Ecofuturo na área, proporcionando condições necessárias para o abrigo e reprodução dos animais. Com 7 mil hectares de Mata Atlântica em diferentes estágios de regeneração, o Parque fica localizado nos municípios de Mogi das Cruzes e Bertioga (SP) e, mais de 1.250 espécies da fauna e da flora já foram registradas no local. Assista ao flagra: https://fromsmash.com/Cr5CYIFpWQ-et . Visitação – Aviso O Parque das Neblinas foi reaberto para visitação, seguindo protocolos de segurança e prevenção à Covid-19, e com número máximo de visitantes, por dia, reduzido. Todas as atividades precisam ser agendadas com antecedência. Para mais informações, acesse ecofuturo.org.br. Sobre o Parque das Neblinas Certificado pelo Programa Homem e Biosfera da UNESCO como Posto Avançado da Reserva da Biosfera da Mata Atlântica, o Parque das Neblinas é uma reserva ambiental da Suzano, gerida pelo Ecofuturo, com 7 mil hectares. No local, são desenvolvidas atividades de ecoturismo, pesquisa científica, educação ambiental, manejo e restauração florestal e participação comunitária. Quer saber mais sobre a fauna e a flora presentes na área? Acesse a publicação A biodiversidade no Parque das Neblinas, disponível para download no site do Instituto. (#Envolverde)

Nenhum comentário: